Diferenças entre bonificações, letras e obrigações – Opcoes binarias

Os melhores corretores de opcoes binarias 2020:
  • FinMax
    FinMax

    O melhor corretor!
    Conta demo gratuita e treinamento para iniciantes!
    Inscreva-se bonus!

  • Binomo
    Binomo

    Corretor de opcoes binarias confiavel! Boa resposta!

Contents

Diferenças entre bonificações, letras e obrigações

Há muitas razões para optar pela renda fixa ao invés de pelo investimento em renda variável.

Desde logo, a volatilidade desta última e a instabilidade tanto a nível político quanto na economia espanhola assim como em outros países situados na euro zona, e também a crise do petróleo, podem ser algumas das razões mais comuns pelas que muitos investidores optem por investir em renda fixa.

De fato, cada vez mais são os que se interessam pelo mercado de dívida pública e pela emissão de renda fixa corporativa.

O que é a renda fixa?

Por definição, sabemos que a renda fixa é um conjunto de ativos financeiros de dívida que são emitidos pelo estado, pelos organismos e as entidades públicas, assim como também pelas empresas privadas.

As emissões vão direcionadas a um amplo mercado e o objetivo principal destas emissões é conseguir o financiamento que necessitam.

É um tipo de investimento no que o emissor está na obrigação de fazer pagamentos em uma quantidade determinada e um período de tempo pré-estabelecidos.

No começo o emissor garante a devolução do capital investido com um extra de rentabilidade.

A renda fixa se denomina com o termo fixo porque ao adquirir o instrumento já saberemos desde o começo qual será a quantidade que vão nos pagar em cada momento. Enquanto mantenhamos os títulos a rentabilidade será fixa desde a emissão até o seu vencimento, pois o emissor se fará comprometido a cumpri-lo.

Portanto, não importará se enquanto tenhamos o título de dívida o mercado financeiro sobe ou cai, já que o tipo de interesse se manterá fixo. A não ser que decidamos vendê-lo, já que nesse caso seria diferente.

Os melhores corretores de opcoes binarias 2020:
  • FinMax
    FinMax

    O melhor corretor!
    Conta demo gratuita e treinamento para iniciantes!
    Inscreva-se bonus!

  • Binomo
    Binomo

    Corretor de opcoes binarias confiavel! Boa resposta!

Quando investimos em renda fixa ao adquirir o instrumento poderemos saber com antecipação a rentabilidade assim como os interesses que o emissor vai nos pagar.

Contudo, embora a emissão implica uma rentabilidade fixa o cobro do principal dos interesses poderia não estar assegurado. Você deve ter consciente de que embora os títulos estejam garantidos isto não o converte em um investimento sem risco, pois este poderia não poder cumprir com o acordo.

De todos modos, a renda fixa se considera um tipo de investimento de menos risco se o comparamos com a renda variável. Por outro lado, ao se considerar como um tipo de investimento mais seguro a rentabilidade costuma ser inferior também, sempre tendo em conta os movimentos dos mercados que poderiam nos beneficiar mais oi menos.

Por outro lado, temos que destacar dos tipos de renda fixa, a que provém da dívida pública e a de dívida privada. Vejamos.

  • Dívida pública: São todas as dívidas que mantém o Estado com investimentos, sejam nacionais ou internacionais
  • Dívida privada: A dívida de qualquer pessoa física ou jurídica que não seja de uma administração pública.

Dentro do que é a dívida temos diferentes tipos de função de qualidade bancária. Mas neste artigo não falaremos disso, mas sim nos focaremos nos tipos de renta fixa mais comuns, que encontramos com mais facilidade nos mercados.

Entre os principais tipos de emissão de dívida ou renda fixa, temos que destacar:

  • As bonificações
  • As letras
  • As obrigações

A seguir conheceremos cada um destes tipos de renda fixa e veremos quais são suas principais diferenças. Para que na hora de decidir investir você saiba o que te convém.

O que são as bonificações?

Um dos instrumentos de investimento de renda fixa mais conhecidos são as bonificações, cujo investimento nos serve a médio e longo prazo. Colocam-se através de licitação competitiva e o valor nominal pelo geral costuma ser 1000 euros ou quantidades superiores a esta.

Ainda que realmente o valor de emissão será fixada pela entidade emissora.

As bonificações são emitidas primeiramente em um mercado primário e depois se negociam em um mercado secundário. De fato, ao ser negociados em mercados secundários, como ocorre com qualquer outro deste tipo, deve-se ter em conta a exposição ao risco de mercado.

Quanto às características mais destacáveis das bonificações de renda fixa sabemos que:

  • São emissões de renda fixa, evidentemente
  • São emitidos a desconto
  • A primeira emissão é no mercado primário e a dívida se negocia no secundário
  • A emissão e colocação, como dizíamos, se realiza a partir de uma licitação competitiva
  • As bonificações são a médio e longo prazo, entre 2 anos e 5 anos.

Portanto, como tipos de bonificações tendo em conta sua maturidade poderíamos diferencia entre: as bonificações de 3 anos e as bonificações de 5 anos.

O que são as Letras?

Trata-se de um produto de investimento que sai ao mercado através de um sistema de licitação e sempre baixo a emissão de desconto. Estas emissões de valor de renda fixa são a curto prazo.

Ao princípio as letras são emitidas em um mercado primário, para depois se negociar em um mercado secundário. As letras se emitem a um preço pré-fixado mas posteriormente o preços poderá variar dependendo da oferta e a demanda no processo de negociação.

Há diferentes tipos de letras; a 3 meses, a 6 meses, a 9 meses e letras a 1 ano. Entre as características da emissão de renda fixa em letras podemos destacar que:

  • São emitidas a desconto
  • É uma dívida a curto prazo, sempre com um máximo de 1 ano
  • Evidentemente são emissões de renda fixa
  • O montante nominal dependerá do emissor. Por exemplo se estamos falando da emissão de letras do Tesouro Público o valor mínimo será de 1.000 euros.
  • Trata-se de um valor de dúvida mais seguro que outros
  • Se emitem, como dizíamos, em um mercado primário e depois se negociam em um mercado secundário

O que são as obrigações?

Como última tipologia de emissão de dívida queremos te falar das obrigações.

Trata-se de instrumentos de emissão de dívida de renda fixa para investir a longo prazo, e são muito mais seguras que qualquer outra opção.

Igual que com outras bonificações e as letras as obrigações também se emitem primeiro em um mercado primeiro através de licitações competitivos e depois se emitem e colocam no mercado secundário para ser negociados.

O valor da emissões também dependerá da entidade emissora. E agora, vamos ver algumas das características que apresentam as obrigações.

  • São emissões de renda fixa, como já sabíamos
  • Estão pensadas para investimentos que querem um investimento seguro e a longo prazo
  • Se emitem em um mercado primário e se negociam em um mercado secundário
  • Como dizíamos, são investimentos a muito longo prazo, como a partir de 15 anos e mais
  • São emitidas a desconto
  • O valor nominal depende da entidade emissora

Quanto aos tipos podemos destacar: obrigações a 15 anos e obrigações a 30 anos.

Definitivamente, poder-se-ia dizer que as bonificações, letras e obrigações têm aspectos em comum mas também algumas diferenças. A principal, a que nos ficou mais clara, é relacionado ao período de investimento.

Enquanto que as letras é uma dívida a curto prazo desde 3 meses até um máximo de 1 ano, as bonificações podem-se manter de 3 a 5 anos, e com as obrigações você estará investindo a longo prazo, por um mínimo de 15 anos e um máximo de 30 anos.

Archivo del autor: admin

Troca de moeda: FX Rolling Spot Future

Futuros regulamentados de nova geração para negociar moedas BME

Se você deseja estar atualizado em termos de produtos de investimento e está interessado em negociar com divisas, preste atenção, pois abaixo ofereceremos informações sobre um novo produto que foi lançado recentemente para os negociadores de Forex de BME.

O que é o FX Rolling Spot Future?

O FX Rolling Spot Futures é um tipo de futuro de nova geração que possui uma característica que o diferencia de outros futuros.

Neste caso, o preço do futuro coincide com o spot, o que significa que você pode comprar futuros em euro ou dólar pelo mesmo preço da moeda em questão. É um produto que permite aos investidores negociar com divisas por meio de um instrumento cotado.

O FX Rolling Spot Futures, ou xRolling FX, como é comercialmente conhecido, agora é um dos produtos mais seguros que você pode encontrar no mercado.

O ‘x’ é do Exchange Traders, pois é negociado em um mercado regulamentado e o ‘rolling’ é porque é rolado, ou seja, as posições em aberto são renovadas todos os dias. E, bom, ‘FX’ já sabemos o que é para Foreign Exchange ou intercâmbio de divisas estrangeiras.

Quais são as divisas disponíveis?

Se você está pensando em investir neste produto e deseja saber mais sobre as divisas, forneceremos os detalhes imediatamente. Este produto foi lançado em 21 de junho e, neste momento, é oferecida a possibilidade de investir em 17 pares, 10 divisas e vários cruzamentos.

Obviamente, entre as opções disponíveis, você encontrará os pares de moedas mais populares para que você possa negociar em divisas como o dólar americano e o euro.

Que vantagens oferece em relação aos CFDs?

Já há algum tempo, muitos investidores optaram pelos CFDs para rentabilizar seu dinheiro. E é que os Contratos por Diferenças, entre outras vantagens, oferecem operações alavancadas que permitem ao investidor usufruir de mais benefícios potenciais.

Quanto às vantagens que o xRolling FX oferece em relação a um CFD, bom, para fins práticos, deve-se dizer que, para os operadores de varejo, eles trabalham de maneira semelhante, pois você está comprando a um preço à vista e todos os dias a posição é renovada se estiver aberta.

No entanto, existe uma diferença importante entre operar a preços que estabelece um broker – onde pode haver um conflito de interesses – para negociar de acordo com os preços oficiais de um mercado regulamentado.

Na plataforma de Bolsas e Mercados Espanhóis (BME), os preços são definidos graças a clientes de mercado, liquidez, institucionais e de varejo, e todos são deixados em uma carteira de pedidos, atualizada em tempo real.

Dessa maneira, o operador tem certeza de que está desfrutando do trading com divisas a um preço 100% transparente e sem comissão oculta. Não há dúvida de que, se você estiver interessado em negociar em Forex, este produto pode ser uma opção muito interessante.

Que garantias oferece?

O FX Rolling Spot Futures oferece garantias aos operadores e isso é muito bom. Além disso, é um produto voltado para clientes de varejo e institucionais.

Se você investe neste produto, não precisa se preocupar com a variação das moedas, porque os lucros deste produto podem ajudá-lo a compensar qualquer outra perda que você tenha em outros investimentos.

Por exemplo, se você sofrer perdas pela desvalorização de uma moeda, por exemplo, o dólar, elas serão compensadas por investimentos no xRolling FX. Não há risco de divisas e você terá um investimento completamente limpo.

Ao contrário dos futuros tradicionais, você não precisa estar ciente das renovações, porque, ao operar com este produto, pode esquecê-lo, graças à renovação diária. Por outro lado, se a qualquer momento você deseja antecipar o desinvestimento, pode fazê-lo e não precisa concordar com um preço de recompra, como acontece em outros futuros.

Por outro lado, destacaremos que um dos maiores benefícios dessas operações é a cobertura. De fato, é um fator muito importante em qualquer investimento.

Este produto, como dissemos, está em um mercado regulamentado e está realmente ganhando muito interesse do público. Especialmente considerando as restrições necessárias para operar outros produtos OTC.

Um produto competitivo e com boas previsões para o futuro

O FX Rolling Spot Futures tornou-se um produto muito atraente e oferece soluções alternativas muito interessantes. Desde logo, pode-se dizer que é um dos principais ‘rivais’ dos CFDs, embora, como disse José Antonio Parga, chefe de Forex da BME, seja um ‘produto ecológico’, outra opção para investir seu dinheiro.

De fato, não há ‘inimigos’ entre o produto BME e os distribuidores de CFD, pois eles oferecem um produto em sua plataforma e o FX Rolling Spot Future é outro, uma alternativa como solução e alternativa às restrições regulatórias dos Contratos por Diferenças.

Você já sabe, para quem deseja «reciclar», pode encontrar um «produto ecológico» na plataforma, que permitirá negociar com divisas por meio de um instrumento cotado.

Além disso, as previsões para o futuro são boas e, até o final do ano, deveriam ter incorporado mais entidades. Até o final de julho, está prevista a incorporação de um banco holandês e de um formador de mercado, ambos muito poderosos em seu setor.

Agora eles contam com o apoio de seis entidades: Savings Corporation, Cooperative Bank, Income 4, iBroker, Link Securities e GVC Gaesco. Dependendo da entidade, o produto será oferecido a clientes institucionais ou de varejo.

Da mesma forma, estão previstas novas incorporações para o outono, ou seja, hoje é um produto com um potencial incrível e muito atraente para os investidores.

Se você deseja desfrutar de uma troca de moeda e procura um novo produto a partir daqui, convidamos você a encontrar mais informações e experimentar, se quiser, o FX Rolling Spot Future.

Invista com sucesso graças à regra dos 120

Se você está pensando em investir no mercado de ações para o próximo ano, deixe-nos dar uma recomendação que certamente o ajudará a escolher melhor o tipo de investimento que você deve fazer.

Neste caso, ele ajudará você a conhecer as opções que melhor se adequam a você de acordo com a sua idade.

Glossário do conteúdo do artigo:

O que é a regra dos 120?

A regra dos 120 é um conceito muito simples que explicaremos abaixo e que certamente pode ser muito útil se você não souber por onde começar.

Basicamente, é uma regra que indica em que tipo de investimentos você deve investir seu dinheiro, dependendo da sua idade. Dessa maneira, você pode saber para onde direcionar suas economias e também pode gerenciar muito melhor os riscos em seus investimentos.

Embora não haja regras infalíveis nos investimentos em produtos de poupança que nos ajudem a diversificar os investimentos da melhor maneira possível, temos regras que podem nos ajudar a saber quais produtos escolher e onde alocar esse dinheiro.

Se você investe o capital em produtos que se adaptam às suas necessidades em função da sua idade, é mais provável que obtenha investimentos estáveis ​​com bons retornos.

Como a regra dos 120 funciona?

A regra dos 120, como dissemos, serve para ajudar a estruturar nossas economias com base em nossa idade. Dessa forma, aprenderemos a investir nos ativos que valem a pena e realmente atendem às expectativas.

Para aplicar a regra em questão, o poupador deve subtrair sua idade de 120 e obter um valor percentual que ele precisará usar para investir em rendas variáveis.

Se, por exemplo, você tem 40 anos, precisará investir 80% do seu capital para investir em produtos de alto risco. E, o que resta até 100%, que seria de 20%, teria que ser usado para investir em renda fixa, ou o que é o mesmo, em produtos com menor risco.

Dessa forma, o capital disponível entre os diferentes produtos de investimento e poupança pode ser distribuído de maneira mais adequada. É certamente uma solução muito útil.

Neste caso, com a regra dos 120, seremos capazes de saber que, em uma idade avançada, as decisões de investimento devem incluir produtos de menor risco e, em uma idade menor, os investimentos podem ser mais arriscados porque, no caso de não funcionar, eles terão mais tempo para se recuperar.

A regra dos 120 visa ajudar quem deseja investir suas economias a fazê-lo nos investimentos mais recomendados, de acordo com a idade.

Isso significa que a medida que a pessoa em questão completa anos, ela deve ajustar a estrutura de investimento para adaptar os investimentos ao seu perfil.

Se você começar a investir com 20 anos, estará alocando 100% do seu dinheiro em produtos de alto risco, mas quando tiver 40 anos, como dissemos, terá que investir apenas 80% e deixar os 20% restantes para produtos de baixo risco.

Portanto, é muito importante que você monitore a evolução de seus investimentos ao longo dos anos e ajuste seu perfil quando necessário para continuar desfrutando dos melhores retornos e, acima de tudo, evitar riscos desnecessários.

Diversificar e considerar fatores de risco

Embora a regra dos 120 o ajude a saber em que porcentagens você deve alocar seu capital para produtos de renda variável e de renda fixa, lembre-se de que, como tal, há algumas limitações. Por exemplo, esta regra não leva em consideração a situação do mercado.

É importante que, se você deseja otimizar seus investimentos, escolha os produtos mais adequados e diversifique tudo o que puder.

Também é essencial que você leve em consideração fatores de risco, como a volatilidade dos valores e que assuma os riscos que podem surgir a cada momento da sua vida.

Use a regra dos 120 para saber como gerenciar seu capital e tirar proveito de todo o potencial de economia sem correr muitos riscos. A menos que os retornos valham a pena.

A Bolsa e fundos de investimento

A regra dos 120 é de grande ajuda e, uma vez que você faça seus cálculos, poderá saber como investir seu dinheiro da melhor maneira possível.

No entanto, uma coisa é teoria e outra é prática; portanto, uma vez que você tenha o conceito claro, é importante executá-lo com responsabilidade.

Se você deseja investir em fundos de investimento, pode encontrar muitas opções que já estão configuradas de acordo com o seu perfil, e muitas entidades aplicam essa teoria aos seus fundos para facilitar para quem deseja contratá-los.

Dessa forma, como vimos, se você for mais jovem, terá mais capital em renda variável e, com o passar dos anos, terá mais capital em renda fixa para garantir o investimento.

Se você estava pensando em investir na Bolsa, a regra dos 120 pode não ser suficiente, pois ela simplesmente ajudará a decidir quanto do total de dinheiro que você pode usar para a renda variável, mas caberá a você buscar aqueles investimentos adequados que permitam obter um maior retorno sobre o investimento.

Para testar sem risco, você pode usar simuladores que permitem operar nos mercados, mas com saldo virtual. Dessa forma, você pode ter uma idéia muito mais clara do que poderia obter se decidir fazer determinados investimentos no mercado real.

A importância de adaptar os investimentos à sua idade

Com a regra dos 120, aprendemos qual porcentagem de dinheiro devemos investir em renda variável e qual porcentagem em renda fixa, dependendo da nossa idade.

De fato, isso é muito importante porque os riscos envolvem erros e possíveis perdas e, no caso de uma pessoa idosa, o impacto de sofrer uma perda é muito maior.

Assim, os jovens podem investir uma porcentagem maior em produtos de alto risco, porque se perderem terão mais tempo para se recuperar e, além disso, as ações oferecem maior rentabilidade, portanto, é lógico querer aproveitar para obter mais retornos.

Enquanto isso, os idosos terão mais necessidade de economizar e terão produtos de menor risco para proteger seus investimentos.

É por isso que é tão importante adaptar os investimentos de acordo com a nossa idade, e a regra dos 120 nos ajudará a fazê-lo da maneira mais prática.

Melhores criptomoedas para investir em 2020

Se você está interessado em investir em criptomoedas este ano de 2020 e não sabe muito bem quais escolher, não se preocupe, porque aqui estamos para lhe oferecer a ajuda que você precisa.

Por experiência, forneceremos uma lista de criptomoedas que podem ser rentáveis ​​este ano, embora seja importante que você entenda que são estimativas e que, em alguns casos, as previsões podem não ser cumpridas. Portanto, se você pretende investir, esteja sempre atento e fazendo uma gestão adequada do capital nos investimentos.

Começaremos este artigo oferecendo algumas opções interessantes e, acima de tudo, recomendaremos criptomoedas com alta capitalização de mercado.

Embora também incluamos algumas alternativas que estão subindo posições no mercado e que podem nos surpreender agradavelmente durante este 2020.

Corretores regulamentados para investir em criptomoedas 2020

Broker Seguro Recursos Opinião
Novo: Criptomoedas e Forex
Novos investimentos: Clássicas e Digitais
Conta demo grátis sem depósito
Apenas US 10 depósito mínimo
Regulada por CySEC 247/14
Leia a opinião
Abrir conta
Corretor regulado e seguro
Líder em bônus e promoções
Investir em opções binárias e Forex
Conta demo gratuita sem depósito
Leia a opinião
Abrir conta
Broker totalmente confiável e seguro
Somente 5$ depósito mínimo
Conta disponível demo gratuita
Academia de aprendizagem livre
Leia a opinião
Abrir conta
Regulado por CySEC 199/13
Investimentos em Forex e CFDs
Depósito mínimo de $ 100
Investe em Criptomoedas
Leia a opinião
Abrir conta
Corretor regulado e seguro
Gerente profissionalizado
Treinamento completo gratuito
Investimentos em Forex e CDFs
Leia a opinião
Abrir conta
Aceitar Bitcoin para depósitos e levantamentos
Tem Negociação em Redes Sociais
Descontos especiais
Aceita clientes dos EUA
Leia a opinião
Abrir conta
Robô automático recomendado por opcoesbinarias10.com
Robô 100% automático e configurável
Investe em criptocorrências, Forex e CFD
Corretores regulados e confiáveis
Robô automático e provedor de sinal
Mais de 500 combinações de investimento
Leia a opinião
Abrir conta

Bitcoin

Das 2000 criptomoedas que temos atualmente no mercado, o Bitcoin ainda lidera desde o primeiro ano o que foi lançado. Bitcoin é a criptomoeda com maior participação de mercado, com mais de 64 milhões de capitalização de mercado.

Aqueles que confiaram desde o início e decidiram investir em Bitcoin geraram benefícios incríveis. E, embora hoje os preços sejam muito mais baixos, a verdade é que agora também pode ser uma boa oportunidade para investir, já que o preço é de 3600 dólares.

Ripple

O Ripple continua nos surpreendendo a cada dia e é que hoje ocupa o segundo lugar no ranking abaixo do Bitcoin. Com uma capitalização de 13 milhões e meio, o Ripple pode ser um grande investimento para este 2020. Seu preço atual é $ 0,33 dólares.

Essa é a criptomoeda que pode mudar nosso sistema financeiro como o conhecemos. Destacaremos da Ripple a possibilidade de realizar transações internacionais em questão de segundos e com comissões muito baixas.

De fato, muitos grandes bancos estão começando a testar a tecnologia Ripple. Portanto, não é mais apenas um projeto, o que o Ripple oferece pode se tornar realidade muito em breve. Então, investir em XRP pode ser uma ideia muito interessante.

Ethereum

Muito perto da Ripple em termos de capitalização, com um volume de quase 13 milhões (12 milhões e 900 mil), temos o Ethereum. Uma das criptomoedas mais importantes no mercado atual, juntamente com o Bitcoin.

A tecnologia Ethereum tem um potencial incrível e, embora 2020 não tenha sido um bom ano para os compradores de Ethers, o mesmo não precisa acontecer em 2020.

Como o Bitcoin, as perspectivas para o futuro do Ethereum não são muito claras, mas enquanto ele continuar sendo negociado em alta, você não deve se preocupar. Pense que em 2020 ele estava cotando apenas US $ 10 dólares e que hoje custa US $ 124 dólares.

Com suas quedas e subidas, a ETH ainda é uma boa opção para investir hoje.

Bitcoin Cash

Você pode dizer que o Bitcoin Cash é a irmã mais nova do Bitcoin, por isso, se você não puder investir em Bitcoin, convidamos você a apostar no Bitcoin Cash neste 2020.

Com quase 2 milhões e 300 mil Bitcoin Cash permanece em uma posição muito boa em termos de capitalização de mercado. Essa criptomoeda está crescendo em um bom ritmo e hoje está sendo negociada a US $ 130 dólares. Como a maioria das criptomoedas diminuiu nos últimos meses, mas as expectativas futuras são boas, e estima-se que seu preço continue a crescer.

Com 2 milhões e 200 mil e muito próximo ao Bitcoin Cash, temos o EOS, uma alternativa sobre a qual ultimamente se tem falado muito por seu rápido crescimento.

Além disso, muitos acreditam que é um forte rival para o Ethereum, pois a EOS também oferece uma infraestrutura projetada para o desenvolvimento de aplicativos descentralizados.

Se você estiver interessado em investir em uma criptomoeda com futuro, recomendamos que você aposte no EOS e em sua tecnologia. Estima-se que continuará a aumentar durante 2020 e, se você investir agora no final do ano, poderá obter bons retornos.

Agora, está sendo negociado a um preço de US $ 2,44, por isso pode ser a ocasião perfeita para comprar.

Litecoin

Entre as 10 principais criptomoedas com maior capitalização de mercado, e mais especificamente na oitava posição, com quase 2 milhões (1 milhão e 900 mil), temos Litecoin.

O Litecoin surgiu em sua época como uma alternativa ao Bitcoin, para efetuar pagamentos P2P na Internet. É compatível com a API do Bitcoin e é muito fácil de integrar nos aplicativos que já oferecem suporte ao BTC.

Entre suas vantagens, principalmente para compras on-line, destacamos a rapidez na confirmação de transações.

Se você comprar o LTC agora, ele custará apenas US $ 31,72 e há boas expectativas de crescimento.

O TRON possui uma capitalização de mercado de 1 milhão e 600 mil dólares e um preço atual de apenas US $ 0,02, então agora é o momento perfeito para investir.

Os mais entusiastas têm grandes expectativas sobre a rede de conteúdo digital ao TRON e sua operação e estimar um crescimento importante durante este ano.

Fora dos ‘Top 10’, não podemos esquecer o Dash, com uma capitalização de 600 mil dólares e uma evolução estável é uma boa criptomoeda para investir neste 2020.

O Dash é uma criptomoeda muito fácil de usar e, ao contrário do Bitcoin, possui uma rede de dois níveis. Este é um projeto com uma estrutura de negócios bastante boa, que oferece transações rápidas e muito seguras.

Apostar no Dash em 2020 pode ser uma opção interessante no seu portfólio de investimentos.

Zcash

Embora não seja tão conhecida como as criptomoedas mais populares no mercado, Zcash também é uma opção interessante para investir. O objetivo do Zcash é oferecer uma tecnologia semelhante ao Bitcoin com uma blockchain, mas completamente anônima.

Os investimentos no Zcash podem ser muito voláteis e, em questão de horas, podemos apreciar movimentos significativos em seu valor. De qualquer forma, comparado a outras criptomoedas do mercado, continua sendo uma das mais estáveis.

Sua capitalização de mercado é de cerca de 300 mil dólares e seu preço agora é de US $ 54,79.

Com uma capitalização de mercado de quase 200 mil (189 mil) dólares e um preço atual de US $ 2,12, podemos considerar a Qtum para operar em 2020.

Durante 2020, ele permaneceu estável e, embora seu preço tenha diminuído consideravelmente, a maioria das criptomoedas, mesmo as mais populares do mercado, também o fizeram. Foram muitas as criptomoedas que sofreram quedas significativas no ano passado.

Portanto, é uma questão de tempo até que o mercado se estabilize novamente e que as criptomoedas que negociaram mais alto voltem a fazê-lo normalmente. Compre o Qtum agora que está baixo, porque provavelmente aumentará novamente e você poderá ganhar dinheiro.

OmiseGO

Finalmente, e seguindo a ordem de capitalização de mercado das diferentes criptomoedas, temos o OmiseGO com 176 mil dólares e um preço atual de apenas US $ 1,26.

Embora não seja tão conhecido quanto outras criptomoedas, o que o OmiseGO nos oferece é muito interessante. Uma plataforma de pagamento projetada para processar pagamentos entre pares, incluindo moedas tradicionais e criptomoedas.

Se você decidir apostar no OmiseGO hoje, estará apostando no futuro e isso certamente trará benefícios. E se não for durante este ano, certamente você os terá até 2020.

Investir em Forex: estratégias de hedge e dicas para minimizar riscos

O mercado de divisas oferece infinitas possibilidades, e se sabemos como investir da maneira certa isso pode nos fazer gerar retornos muito bons sobre o capital investido.

O mercado Forex oferece muitas possibilidades de investimento, uma vez que temos à nossa disposição uma ampla combinação de pares de divisas estrangeiras para negociar e obter lucros. Mas, como dizemos, é importante saber como fazê-lo para ter sucesso.

Como você sabe, o mercado de divisas é altamente volátil e implica um alto risco, mas também permitirá gerar retornos mais altos do que você faria se decidisse experimentar outros instrumentos de investimento.

Glossário do conteúdo do artigo:

Para negociar on-line, você tem muitas alternativas interessantes, como Contratos por Diferenças (CFDs), que são um produto derivado que permitirá que você se beneficie das flutuações de preços no mercado de divisas.

Trata-se de um produto de alto risco, mas não se preocupe, porque com a estratégia certa e colocando em prática os conselhos que lhe daremos abaixo, você não deve ter problemas para aproveitar as negociações com os melhores resultados.

Antes de mais nada, é importante que você conheça esse mercado então se você está pensando em negociar com pares de divisas, pedimos que você se informe primeiro sobre como ele funciona. Além de conhecer a operação, é essencial que você escolha a plataforma de comércio on-line certa.

Existem muitos brokers e plataformas de trading conhecidas que oferecem a possibilidade de negociar CFDs sobre Forex e tomar a decisão certa pode ajudá-lo a melhorar significativamente sua experiência.

A partir daqui, recomendamos que você analise as diferentes opções disponíveis e decida a que melhor se adapta às suas necessidades. Simplesmente daremos alguns conselhos: escolha um broker on-line 100% regulamentado. Você evitará problemas.

O que é uma estratégia de cobertura?

Para investir em Forex com certas garantias, você pode usar estratégias de cobertura que permitirão compensar o risco de flutuações de preço e reduzir a exposição ao risco.

Dentro das estratégias de cobertura, ofereceremos informações sobre as três mais populares, pois eles são os que a maioria dos gtraders usa no seu dia a dia.

Mas primeiro, vamos explicar brevemente do que consiste uma estratégia de cobertura. Uma estratégia de cobertura consiste na execução de posições adicionais para tentar proteger as posições atuais em caso de mudanças bruscas no mercado.

A cobertura, como tal, baseia-se na compra e venda de outros instrumentos financeiros com o objetivo de proteger as posições atuais e reduzir os riscos potenciais. Existem várias maneiras de limitar os riscos e as seguintes estratégias de cobertura podem ajudá-lo.

No Forex, por ser um mercado volátil, existem aqueles que não planejam cobrir suas posições, mas isso já depende do risco que cada um está disposto a assumir. Há quem se dê bem limitando o capital a investir para correr menos riscos.

Principais estratégias de hedge para Forex: simples e complexo

O mercado cambial, como dissemos, é muito volátil. Portanto, se acreditamos que o valor de um par pode cair, mas também achamos que a tendência pode mudar para cima no último momento, uma estratégia de cobertura poderia nos ajudar a proteger o investimento.

A cobertura serve principalmente para reduzir perdas de curto prazo e também funciona muito bem para proteger os lucros das negociações de longo prazo.

Agora falaremos sobre as principais estratégias de cobertura:

  • Estratégia de cobertura simples. Seria uma questão de abrir uma posição contrária à posição atual, ou seja, uma cobertura direta. Se tivermos uma posição curta para um par de moedas, seria necessário abrir outra posição longa para o mesmo período e o mesmo par. Com essa estratégia, não obteríamos lucro, mas também não haveria perdas, pois o resultado de uma operação é compensado com o resultado da outra.
  • Estratégia de cobertura complexa(para várias divisas). Uma estratégia mais complexa é escolher dois pares de moedas relacionadas positivamente, como os pares EUR / USD e GBP / USD, e abrir posições em ambos os pares em direções opostas. Exemplo: você administra uma posição curta para o par EUR / USD e decide limitar a exposição ao risco do dólar abrindo uma posição longa para o par GBP / USD. Se o dólar cair, as perdas da posição vendida seriam compensadas, mas essa estratégia implica riscos, pois se várias posições falharem, você poderá sofrer perdas.

Obviamente, existem mais estratégias de cobertura, mas esse par que acabamos de explicar é a principal estratégia que você deve conhecer. Dependendo do seu conhecimento e experiência, você pode tentar a estratégia complexa ou você terá que começar pela simples.

De qualquer forma, além de aplicar uma estratégia de cobertura em seus investimentos, é importante que você siga algumas dessas dicas para minimizar os riscos na negociação em Forex.

Dicas para minimizar riscos no Forex

Se você deseja minimizar os riscos da negociação em Forex, usar uma estratégia de cobertura é bom, mas você também precisará considerar outros fatores, e estas são as nossas dicas.

Antes de entrar em qualquer mercado, é importante que você saiba o que é e como funciona. Nem todo mundo é elegível para investir, então você deve se perguntar se possui as habilidades necessárias.

Para desfrutar do trading, você deve ter:

  • Conhecimento sobre o mercado e seu funcionamento. Se você estiver interessado em negociar com moedas, é importante que você tenha conhecimento sobre suas operações e quais fatores afetam as flutuações de preço.
  • Experiência em trading. Também é importante ter experiência no comércio, embora saibamos que isso é algo adquirido ao longo do tempo e que é inevitável cometer erros, especialmente no início. Para evitar riscos desnecessários, você pode tentar operar a partir de uma conta demo e depois mudar para o modo real.
  • Disciplina. Para ter sucesso nas negociações, é importante ter a capacidade de enfrentar os mercados com a cabeça fria e executar operações com disciplina. Como trader, você deve ser capaz de operar sem se deixar levar por suas emoções.

Além de sua capacidade como trader, um fator-chave será a plataforma de trading que você escolher para executar suas operações.

Neste caso, é importante que você opte por um broker sério e regulamentado, que ofereça uma boa oferta de investimento e execução de ordens e que atenda às suas necessidades. Uma plataforma como o Meta Trader 4 seria uma boa escolha.

Por outro lado, é importante que, ao operar, você escolha o estilo que melhor lhe convier, use alavancagem com a cabeça e não invista mais dinheiro do que poderia perder. Se você seguir estas dicas e proteger suas posições com estratégias de cobertura, você irá bem.

Investir na bolsa de valores: quais são as suas principais vantagens?

O mercado de ações é uma opção para investir e isto é o que você precisa saber

Apesar que atualmente temos diferentes opções de investimento, hoje vamos nos concentrar no mercado de valores. A Bolsa pode oferecer muitos benefícios, mas é importante saber como investir e, para isso, precisaremos usar o dinheiro com muita atenção.

Desde logo, se você deseja investir no mercado de ações e obter os melhores resultados, a chave está nas informações, pois com as informações corretas podemos investir melhor.

Glossário do conteúdo do artigo:

Neste post, falaremos sobre a Bolsa e seu potencial para investidores, e daremos algumas indicações para você saber como começar, além de apontar algumas das principais vantagens de investir na Bolsa.

O que você precisa saber para investir no mercado de ações?

Para investir no mercado de ações, é importante que você tenha certas noções básicas; portanto, você terá que começar por se informar muito bem sobre esse instrumento de investimento e como fazer para obter os melhores resultados em seus investimentos.

Desde logo, você terá que começar escolhendo as empresas que mais lhe interessam e também terá que investigá-las. A pesquisa é fundamental, pois é importante que você saiba muito bem onde vai investir seu dinheiro.

Depende de suas decisões se você recebe ou não os rendimenos.

Se você está pensando em investir parte de seu capital no mercado de ações e não possui experiência anterior, é importante que, como iniciante, preste atenção e não se deixe levar pelo sucesso que outros investidores tiveram. Agora é a hora de você pensar em si mesmo.

Embora a Internet tenha facilitado muit as coisas e agora qualquer pessoa possa acessar o comércio on-line, também convém sermos precavidos. Há muitas pessoas que alcançaram uma rentabilidade muito boa no mercado de ações, mas também arriscaram muito.

Portanto, se você pretende investir, deve ter sempre claro os riscos e também deve ser consistente com as decisões que toma em seus investimentos. Até os melhores investidores sofrem perdas, portanto, não se preocupe se isso acontecer com você, especialmente no início.

Como dissemos, hoje temos diferentes alternativas de investimento, mas se você escolheu a Bolsa, certifique-se de ter tomado a decisão certa. Infelizmente, nem todo mundo é capaz de escolher o mercado que melhor se adapta às suas necessidades e isso geralmente é um grande problema.

Há muitas pessoas que decidem investir e acabam saindo depois de um tempo, e isso é porque elas provavelmente não estavam certas ao escolher o mercado mais adequado para elas.

Se você tiver certeza de que deseja tentar investir no mercado de valores, será muito mais fácil se você operar com um broker on-line.

Na Internet, a oferta de plataformas de negociação é imensa; portanto, recomendamos que você reserve um tempo para comparar antes de decidir sobre um determinado corretor.

Por meio do que é conhecido como Contratos por Diferença (CFD), você pode operar em uma ampla gama de ações dos principais mercados de valores, nacional e internacionalmente, e sem sair de casa.

Se você opera com CFDs, precisará se preocupar apenas em seguir as tendências dos ativos para gerar lucros, por mais simples que pareça.

No entanto, como indicamos no início é muito importante o trabalho de pesquisa para saber em quais empresas é melhor para você operar.

Se você escolher bem e realizar análises para acompanhar os preços e sua evolução, poderá tomar as decisões corretas e aproveitar os retornos que espera em seus investimentos.

Quais são as principais vantagens de investir no mercado de ações?

De todas as opções que encontramos hoje para dar rentabilidade ao nosso dinheiro, sem dúvida, o mercado de valores ainda é um dos mais procurados. E não é porque não há alternativas igualmente interessantes, mas talvez seja porque a Bolsa é a mais tradicional.

A Bolsa é uma das opções mais populares para investir, mas investir em ações também envolve riscos significativos. Você pode ganhar muito no mercado de ações, mas também pode sofrer perdas significativas.

Mesmo assim, se você tiver a capacidade de gerenciar riscos e minimizá-los, poderá garantir seus investimentos e obter mais lucros.

Uma das principais vantagens de investir na Bolsa é a possibilidade de que elas nos oferecem para ver nosso dinheiro crescer dia a dia e obter um bom retorno, principalmente a longo prazo. Se você apostar em empresas estáveis, poderá obter lucros e mantê-los a tempo.

Por outro lado, se você deseja obter um equilíbrio em seus investimentos na Bolsa, recomendamos a diversificação, pois investir em ações diferentes ajudará você a manter seus lucros, mesmo que algumas ações percam valor.

Outra vantagem oferecida pelos investimentos na Bolsa é que podemos começar a investir com pequenas quantias de dinheiro, o que significa que não precisaremos de muito capital para nossos primeiros investimentos.

Quanto à informação, que será fundamental para tomar as melhores decisões, não teremos nenhum problema, porque hoje isso é bastante acessível. Na Internet você será capaz de descobrir as informações financeiras das diferentes empresas e estar ciente das últimas notícias.

Definitivamente, investir na Bolsa tem suas vantagens e, embora seja arriscado a rentabilidade que oferece compensa. Nunca é tarde demais para investir, e se você escolher o mercado de valores certifique-se de seguir as instruções e levar em conta as recomendações neste post.

Diferenças entre bonificações, letras e obrigações

Há muitas razões para optar pela renda fixa ao invés de pelo investimento em renda variável.

Desde logo, a volatilidade desta última e a instabilidade tanto a nível político quanto na economia espanhola assim como em outros países situados na euro zona, e também a crise do petróleo, podem ser algumas das razões mais comuns pelas que muitos investidores optem por investir em renda fixa.

De fato, cada vez mais são os que se interessam pelo mercado de dívida pública e pela emissão de renda fixa corporativa.

O que é a renda fixa?

Por definição, sabemos que a renda fixa é um conjunto de ativos financeiros de dívida que são emitidos pelo estado, pelos organismos e as entidades públicas, assim como também pelas empresas privadas.

As emissões vão direcionadas a um amplo mercado e o objetivo principal destas emissões é conseguir o financiamento que necessitam.

É um tipo de investimento no que o emissor está na obrigação de fazer pagamentos em uma quantidade determinada e um período de tempo pré-estabelecidos.

No começo o emissor garante a devolução do capital investido com um extra de rentabilidade.

A renda fixa se denomina com o termo fixo porque ao adquirir o instrumento já saberemos desde o começo qual será a quantidade que vão nos pagar em cada momento. Enquanto mantenhamos os títulos a rentabilidade será fixa desde a emissão até o seu vencimento, pois o emissor se fará comprometido a cumpri-lo.

Portanto, não importará se enquanto tenhamos o título de dívida o mercado financeiro sobe ou cai, já que o tipo de interesse se manterá fixo. A não ser que decidamos vendê-lo, já que nesse caso seria diferente.

Quando investimos em renda fixa ao adquirir o instrumento poderemos saber com antecipação a rentabilidade assim como os interesses que o emissor vai nos pagar.

Contudo, embora a emissão implica uma rentabilidade fixa o cobro do principal dos interesses poderia não estar assegurado. Você deve ter consciente de que embora os títulos estejam garantidos isto não o converte em um investimento sem risco, pois este poderia não poder cumprir com o acordo.

De todos modos, a renda fixa se considera um tipo de investimento de menos risco se o comparamos com a renda variável. Por outro lado, ao se considerar como um tipo de investimento mais seguro a rentabilidade costuma ser inferior também, sempre tendo em conta os movimentos dos mercados que poderiam nos beneficiar mais oi menos.

Por outro lado, temos que destacar dos tipos de renda fixa, a que provém da dívida pública e a de dívida privada. Vejamos.

  • Dívida pública: São todas as dívidas que mantém o Estado com investimentos, sejam nacionais ou internacionais
  • Dívida privada: A dívida de qualquer pessoa física ou jurídica que não seja de uma administração pública.

Dentro do que é a dívida temos diferentes tipos de função de qualidade bancária. Mas neste artigo não falaremos disso, mas sim nos focaremos nos tipos de renta fixa mais comuns, que encontramos com mais facilidade nos mercados.

Entre os principais tipos de emissão de dívida ou renda fixa, temos que destacar:

  • As bonificações
  • As letras
  • As obrigações

A seguir conheceremos cada um destes tipos de renda fixa e veremos quais são suas principais diferenças. Para que na hora de decidir investir você saiba o que te convém.

O que são as bonificações?

Um dos instrumentos de investimento de renda fixa mais conhecidos são as bonificações, cujo investimento nos serve a médio e longo prazo. Colocam-se através de licitação competitiva e o valor nominal pelo geral costuma ser 1000 euros ou quantidades superiores a esta.

Ainda que realmente o valor de emissão será fixada pela entidade emissora.

As bonificações são emitidas primeiramente em um mercado primário e depois se negociam em um mercado secundário. De fato, ao ser negociados em mercados secundários, como ocorre com qualquer outro deste tipo, deve-se ter em conta a exposição ao risco de mercado.

Quanto às características mais destacáveis das bonificações de renda fixa sabemos que:

  • São emissões de renda fixa, evidentemente
  • São emitidos a desconto
  • A primeira emissão é no mercado primário e a dívida se negocia no secundário
  • A emissão e colocação, como dizíamos, se realiza a partir de uma licitação competitiva
  • As bonificações são a médio e longo prazo, entre 2 anos e 5 anos.

Portanto, como tipos de bonificações tendo em conta sua maturidade poderíamos diferencia entre: as bonificações de 3 anos e as bonificações de 5 anos.

O que são as Letras?

Trata-se de um produto de investimento que sai ao mercado através de um sistema de licitação e sempre baixo a emissão de desconto. Estas emissões de valor de renda fixa são a curto prazo.

Ao princípio as letras são emitidas em um mercado primário, para depois se negociar em um mercado secundário. As letras se emitem a um preço pré-fixado mas posteriormente o preços poderá variar dependendo da oferta e a demanda no processo de negociação.

Há diferentes tipos de letras; a 3 meses, a 6 meses, a 9 meses e letras a 1 ano. Entre as características da emissão de renda fixa em letras podemos destacar que:

  • São emitidas a desconto
  • É uma dívida a curto prazo, sempre com um máximo de 1 ano
  • Evidentemente são emissões de renda fixa
  • O montante nominal dependerá do emissor. Por exemplo se estamos falando da emissão de letras do Tesouro Público o valor mínimo será de 1.000 euros.
  • Trata-se de um valor de dúvida mais seguro que outros
  • Se emitem, como dizíamos, em um mercado primário e depois se negociam em um mercado secundário

O que são as obrigações?

Como última tipologia de emissão de dívida queremos te falar das obrigações.

Trata-se de instrumentos de emissão de dívida de renda fixa para investir a longo prazo, e são muito mais seguras que qualquer outra opção.

Igual que com outras bonificações e as letras as obrigações também se emitem primeiro em um mercado primeiro através de licitações competitivos e depois se emitem e colocam no mercado secundário para ser negociados.

O valor da emissões também dependerá da entidade emissora. E agora, vamos ver algumas das características que apresentam as obrigações.

  • São emissões de renda fixa, como já sabíamos
  • Estão pensadas para investimentos que querem um investimento seguro e a longo prazo
  • Se emitem em um mercado primário e se negociam em um mercado secundário
  • Como dizíamos, são investimentos a muito longo prazo, como a partir de 15 anos e mais
  • São emitidas a desconto
  • O valor nominal depende da entidade emissora

Quanto aos tipos podemos destacar: obrigações a 15 anos e obrigações a 30 anos.

Definitivamente, poder-se-ia dizer que as bonificações, letras e obrigações têm aspectos em comum mas também algumas diferenças. A principal, a que nos ficou mais clara, é relacionado ao período de investimento.

Enquanto que as letras é uma dívida a curto prazo desde 3 meses até um máximo de 1 ano, as bonificações podem-se manter de 3 a 5 anos, e com as obrigações você estará investindo a longo prazo, por um mínimo de 15 anos e um máximo de 30 anos.

Nasce o primeiro fundo de investimento na Espanha de criptomoedas

Não é nenhuma novidade que as criptomoedas estão arrasando, e que ultimamente não se fala de outra coisa, então certamente você irá achar familiar do que estou te falando.

A cada dia temos mais notícias novas e isso é bom porque significa que estas divisas virtuais estão recebendo uma acolhida muito boa. De fato, faz tempo que começamos a conhecer sobre sua existência, graças ao Bitcoin, que nos fez mudar nossa visão sobre o dinheiro e suas possibilidades.

Depois chegaram mais, e começamos a contar pelas dúzias.

Embora a priori possa ser algo que pode nos parecer relativamente novo a verdade é que já está há bastante tempo fazendo um buraco entre nós, e hoje em dia são realidade.

Na Espanha sem ir mais longe o interesse continua em crescimento e é que a acolhida destes criptoativos tem sido bastante boa. Tanto é assim que hoje mesmo podemos anunciar a todos os seguidores das criptomoedas do país que nasce o primeiro fundo de investimento na Espanha.

Primeiro fundo de investimento em criptomoedas na Espanha

Há um novo projeto que está gerando muito interesse entre o público, e trata-se do primeiro fundo de investimento em criptomoedas na Espanha.

Para o próximo ano e graças ao Pheidon Capital teremos a oportunidade de investir em criptomoedas em um projeto encabeçado por Eneko Knörr, co-fundador de Ludei, Hostalia, Ideateca, entre outros.

Knörr é um reputado investidor espanhol que já colaborou em outras startups no país e cuja maior conquista sonhada este ano foi o projeto de compra-venda de entradas Ticketbis.

A startup bilbaína foi comprada por parte de eBay por 165 milhões de dólares, e foi uma das notícias mais relevantes quanto ao empreendimento na Espanha se refere.

Naquela época, graças a suas habilidades como investidor ele conseguiu multiplicar quatro vezes seu investimento. Entre os projetos de êxito de Knörr também podemos destacar a venda de Habitissimo a Homeserve por 22 vezes mais do investido e também a venda de Petcoach a Petco por 5 vezes o valor do investimento, entre outros.

Em praticamente um ano e com as três startups vendidas o investidor basco obteve um benefício, de acordo com fontes jornalísticas, ao redor de 1,5 milhões de euros.

E, como não podia ser diferente, Knörr continua trabalhando para continuar recolhendo êxitos e neste momento o novo projeto que nos traz é Pheidon Capital, um fundo de investimento em criptomoedas. Esta é sua nova aposta, e estaremos pendentes de seus movimentos.

Eneko Knörr, experiente em criptomoedas, é o fundador do primeiro fundo de investimento criptográfico Pheidon Capital, especializado em Bitcoins.

Para a gestão correta deste fundo o empreendedor conta com sua equipe de profissionais de diferentes países experientes em sistemas de cadeias “blockchain” e de criptomoedas.

Para este projeto o basco Eneko Knörr contou também com a assessoria da firma legal Youandlaw, de Madrid, quem oferece assessoramento aos empreendedores e investidores.

No começo, se espera que o projeto possa começar a operar no próximo ano, 2020.

Pheidon Capital: Fundo de investimento criptográfico

O projeto Pheido Capital oferece uma oportunidade aos investidores potenciais espanhóis de investir em moedas digitais como Bitcoin e Ethereum com a tranquilidade de estar em mãos dos maiores experientes em criptomoedas do panorama atual.

O mercado das criptomoedas está no auge há um tempo e Eneko Knörr, empreendedor deste projeto, se deu conta do grande interesse em investir em Bitcoin e outras criptomoedas na Espanha, ao mesmo tempo que viu o complicado que poderia ser para os pequenos poupadores.

Por isso pensou nos fundos de investimento em criptomoedas.

Sabemos que o valor do Bitcoin se multiplicou por dez no último ano, e que portanto seu investimento nos oferece uma grande rentabilidade. Contudo, trata-se de um investimento de alto risco que nem todos podemos nos dar o luxo de realizar, nem sequer de pensar nisso.

Por isso o investidor basco, com o projeto Pheidon Capital, pretende oferecer uma forma de que outras pessoas que não tenham tantos meios possam se beneficiar também do êxito das criptomoedas, dando-lhes assim uma oportunidade única aos investidores espanhóis.

O investidor e empresário assegura que este projeto é sólido e que foi assessorado por experientes de outros países como Singapura e Estados Unidos.

Há milionários que investiram em criptomoedas e que sabem muito bem como devem fazer para ter êxito.

Como dado curioso sobre por quê o fundador escolheu o nome de Pheidon pois bem, este toma o nome de Pheidon, Rei de Argos da antiga Grécia e que foi precisamente quem se encarregou de cunhar as primeiras moedas de prata da história, o qual acreditamos que é um nome bastante acertado para este projeto de fundo de investimento de criptomoedas.

Agora é o momento de esperar para conseguir as primeiras permissões correspondentes da Comissão nacional do Mercado de Valores (CNMV) pra regulamentar o projeto e começar a operar.

Enquanto isso, Knörr continuará investindo em startups e realiizando algumas recomendações muito úteis a outros investidores. Para diversificar as carteiras recomenda incluir criptomoedas, as quais considera excelentes para conseguir um aumento na rentabilidade do portfólio.

Com uma presença de entre 5% e 10% na carteira de investimentos será ais que suficiente. As criptomoedas são uma aposta segura para 2020.

De fato, de acordo com o explicado pelo empresário e fundador deste projeto de fundo de investimento em criptomoedas, daqui a alguns anos o preço do Bitcoin poderia chegar inclusive aos 100.000 euros, algo que de acordo com ele não seria nada absurdo.

Em todo caso, sabemos que as criptomoedas estão no auge então deve-se aproveitar agora que podem nos oferecer uma oportunidade de obter rendimentos.

Estaremos atentos a esta grande iniciativa e projeto de Pheidon Capital, das mãos de Eneko Knörr e sua equipe de experientes em criptomoedas. Esperamos ter notícias muito em breve.

Melhores criptomoedas para investir em 2020

As criptomoedas continuam dando o que falar e acho que podem ser uma boa opção de investimento para o próximo ano de 2020.

No mundo das criptomoedas há quem se dedique a minar, outros à compra-venda e outros simplesmente aproveitar sua popularidade para investir e obter rendimentos do seu capital.

Se há algo que ficou claro faz tempo é que as criptomoedas são mais do que uma divisa virtual, estão no auge e muitos opinam que são o futuro. Porque não iríamos nos interessar por investir em criptomoedas? Desde logo acho que pode ser uma escolha muito interessante.

Glossário do conteúdo do artigo:

Se você está pensando em investir ou diversificar sua carteira de investimento e está buscando outras possibilidades para aumentar rendimentos e reduzir riscos as criptomoedas podem ser uma boa ideia.

Evidentemente para ter êxito você deve saber como escolher.

Corretores regulamentados para investir em criptomonedas

E precisamente com este artigo sobre as melhores criptomoedas para investir em 2020 vamos tentar te orientar sobre as melhores opções de investimento nestas divisas virtuais.

Há uma oferta importante de criptomoedas, e é que desde o Bitcoin que surgiu lá pelo ano 2009 não deixaram de aparecer no mercado muitas outras divisas virtuais similares, embora de acordo com que criptomoedas com suas características e protocolos determinados.

Tanto no ano atual quanto para o próximo ano as criptomoedas se converteram em uma opção muito interessante a se ter em conta, pois projetam uma rentabilidade elevada.

Bitcoin

Sem dúvida Bitcoin é uma das criptomoedas mais reconhecidas, sobretudo porque foi pioneira. Naquela época o seu valor não era tão elevado quanto hoje, e a maioria não poderia esperar que a cotação alcançasse as cifras que a divisa virtual tem atualmente.

Apesar do susto que levamos com a queda que o valor do Bitcoin protagonizou no mês de setembro passado para a tranquilidade de todos volte a se manter estável, e de fato há pouco tempo superou a barreira dos $5.000 e continua subindo.

Se há algo que está claro que ainda com a incerteza que possa nos provocar o Bitcoin em alguns momentos, ainda resta um caminho de alta e pode ser uma opção muito rentável para investir em 2020.

Neste momento, 11 de decembro de 2020, Bitcoin está em $16.820,78.

Não há dúvida que Bitcoin é a divisa virtual que se posiciona como líder no ranking das melhores criptomoedas para investir no próximo ano 2020.

Ethereum

Embora o Bitcoin seja a divisa virtual mais popular no momento e a mais cara do mercado, não devemos perder de vista a nova favorita de muitos, Ethereum. Trata-se hoje em dia da segunda criptomoeda mais usada. Entre as razões podemos destacar que é mais barata que o Bitcion, e portanto uma opção de investimento mais acessível a qualquer bolso.

Ethereum se mostra bastante estável, e sua cotação mantém uma tendência de alta, embora não se apresentem mudanças radicais como ocorre com o Bitcoin e sua volatilidade, mas ainda assim se vê que vai crescendo pouco a pouco tanto em valor quanto em interesse do público, e dar-lhe uma oportunidade e investir em Ethereum pode ser uma boa escolha para 2020.

Na data de hoje, 11 de decembro de 2020, o preço do Ethereum está em $480,08.

Etherem Classic

Uma opção interessante, se o Ethereum não te convence, é uma variante econômica conhecida como Ethereum Classic. De alguma forma o comportamento que o Ethereum tenha se verá refletido também nesta critpomoeda, ou seja, dependendo se sobe ou cai esta divisa virtual isto também afetará ao Ethereum Classic.

Sabemos que o Ethereum é uma opção recomendada, então porque não te mostraríamos a sua “versão” barata? Tendo o Ethereum como referência esta divisa virtual pode ser também uma boa opção para investir

Litecoin

Depois do Bitcoin e Ethereum teríamos o Litecoin, outra divisa a se ter em conta para investir no próximo ano. Já são muito os que apostam por esta divisa que se posiciona em terceiro lugar do ranking.

Hoje, 11 de decembro, cota a $185,62.

Ripple

Entre as opções econômicas para investir temos o Ripple, que além disso está ganhando confiança porque inclusive os bancos europeus se interessaram nesta criptomoeda para usá-la nos pagamentos interbancários.

Seu valor, a 11 de decembro de 2020, é de apenas $0,2484.

Contudo, se torna uma excelente oportunidade de investir tanto a médio quanto longo prazo e com mais segurança.

Continuando com as criptomoedas “low cost”, temos também cotando a $0,4716 no dia 11 de decembro de 2020, a critpomoeda NEM, que embora não esteja no ranking das Altcoins a nível mundial segue sendo uma opção para investir no próximo ano.

Stratis

Para investir a médio e longo prazo também temos Stratis, uma criptomoeda que também pode ser comercializada.

Dado que tem um preço bastante baixo e não existe um grande risco de perda, Stratis pode ser outra opção para investir em 2020. Agora está cotando em baixa mas pode ser bom para comprar a criptodivisa barata.

No dia de hoje, 11 de decembro de 2020, o preço do Strat é de $10,73.

Outra ótima opção ara investir é o Dash.

Embora em 24 de setembro tivesse um valor em torno de $324,88, e hoje 3 de novembro de 2020, pouco mais de um mês depois, sua cotação tenha baixado até $273,57, é precisamente essa uma das razões pelas quais pode ser uma boa ideia investir.

No dia de hoje, 11 de decembro de 2020, o preço do Dash é de $749,88.

Neste momento o Dash é uma criptomoeda volátil então pode ser uma opção rentável para investir.

Se hoje caiu amanhã pode subir, e se você lhe der um voto de confiança e apostar pelo Dash no momento certo poderá tirar benefícios quando sua cotação voltar a subir.

Waves

Outra criptomoeda cuja cotação está baixa, neste momento cotando em $3,57, é Waves. Sem dúvida é uma opção muito interessante pois tem muito potencial para o futuro, e é ideal para investir a médio e longo prazo.

Além disso, se pode conseguir um bom preço e isso sempre é uma vantagem. Comprar barato continua sendo a máxima de qualquer investimento.

No dia de hoje, 11 de decembro de 2020, o preço do Waves é de $11.

AntShares

Similar ao Ethereum temos a criptomoeda chinesa, o AntShares.

Também destacaremos para 2020 como opção de investimento a criptomoeda iEx, a qual com apenas um mês é a que pode ter maior potencial em uma carteira de investimento para o próximo ano.

Por menos de $1 você poderá comprar unidades desta divisa virtual.

Por último, a criptomoeda IOTA pode ser uma surpresa para o próximo ano, então temos que inclui-la nesta recomendação sobre melhores criptomoedas para investir em 2020.

IOTA vai crescendo a cada dia e ser tão barato é muito mais fácil para investir.

Em 11 de decembro de 2020 a divisa virtual cota em $4,25 aproximadamente.

Se você está buscando as melhores opções para investir em criptomoedas este próximo ano de 2020, qualquer destas recomendações pode ser uma boa ideia para você.

Informe-se e escolha aquelas que achar que podem funcionar melhor de acordo com seus objetivos.

A CNMV investiga de perto as opções binárias

CNMV. Já faz tempo que o trading com opções binárias é uma das alternativas de investimento mais rentáveis para operar em linha. Como produto derivado este tipo de investimento implica um risco mas sua alta rentabilidade o compensa.

Além disso, o comércio com opções tem uma vantagem e é que nos permite negociar com os preços de uma variedade de ativos subjacentes sem tê-los em propriedade, ou seja, obter benefícios simplesmente por investir pela direção de suas tendências.

Como todos os produtos de investimento estes levam tempo para se regulamentarem e de fato sempre que recomendamos um broker ressaltamos a importância de negociar com opções binárias em corretores e plataformas de comércio com licença.

Glossário do conteúdo do artigo:

Um broker regulamentado te permitirá desfrutar de uma experiência de trading mais segura, enquanto que uma plataforma de procedência e reputação duvidosa provavelmente acabe te dando mais problemas.

Infelizmente os casos de fraude não são isolados pelo que você deve ter cuidado e tomar as precauções necessárias para evitar certos corretores suspeitos.

Desde há muito tempo as opções binárias começaram a ganhar bastante protagonismo nas carteiras dos operadores espanhóis e até o momento se tem podido investir sem nenhum problema através de brokers com sede em algum país europeu.

Não obstante, precisamente nestes momentos a Comissão Nacional de Marcado de Valores (CNMV) se propôs para este novo ano de 2020 seguir muito de perto determinados produtos financeiros.

Entre os produtos de investimento que nestes momentos se encontram sob o atendo olhar da CNMV temos que destacar um par: as opções binárias e os CFDs.

Trata-se de dois produtos considerados de risco e este organismo supervisor tem propriedade em proteger aos investidores espanhóis para que não se exponham de acordo com os riscos.

Na Internet temos múltiplas opções de investimento mas nem todos os produtos são igualmente recomendáveis.

Embora desde aqui muitas vezes tenhamos recomendados as opções binárias não deixa de se tratar de um produto de risco que neste momento a CNMV se tem proposto a vigiar mais exaustivamente.

Desde hoje a Comissão Nacional do Mercado de Valores pretende seguir muito de perto qualquer produto de alto risco que seja suscetível de provocar perdas aos investidores, sobretudo aos pequenos poupadores que só buscam uma alternativa para que suas economias cresçam e desconhecem os riscos aos que estão a ponto de se expor na maioria das vezes.

Quais as propostas da CNMV?

Como proposta principal destacaremos o objetivo de supervisionar determinados produtos de investimento que são de alto risco. Desde logo, todo produto que tenha um grau de risco deverá se detalhar no folheto de emissão.

Este folheto deverá incluir as advertências da CNMV no caso de que os produtos apresentem um risco significativo para o operador.

Sempre que vamos investir é conveniente se informar bem, isto está claro. Entretanto e infelizmente, muitas vezes se recorre a este tipo de produtos por seu atrativo e porque prometem altas porcentagens de rentabilidade aparentemente sem muito esforço.

Embora na realidade isto não seja assim, já que todo investimento implica um risco, seja moderado ou elevado.

Nenhuma operação tem garantia de êxito, nem as opções binárias nem os CFDs, embora muitas vezes nos ofereçam na rede como produtos muito rentáveis onde se pode ganhar dinheiro rápida e facilmente.

Deve-se ter muito claro onde estamos nos metendo, e é por isso que a Comissão Nacional do Mercado de Valores tem colocado a voz de alerta, tentando que os poupadores não percam seu capital em investimentos que pareçam seguros mas não o são.

Além da CNMV também os experientes lançam recomendações aos operadores potenciais. Por um lado insistem na importância de se informar em profundidade de qualquer produto de investimento.

De fato, precisamente deveriam ser as entidades as que se encarregassem de realizar seminários sobre os produtos que comercializam, para que todos possam entender seus riscos antes de investir seu dinheiro.

Do mesmo modo, é igualmente importante que tenhamos acesso à informação real dos produtos de investimento também é fundamental que os próprios poupadores aprendam gerenciar corretamente suas carteiras e a controlar os riscos.

Por exemplo se temos um produto de investimento que implica uma volatilidade muito alta é interessante que não destinemos muita parte do capital para esse produto em nosso portfólio, ou seja, que diversifiquemos tendo em conta tanto os rendimentos potenciais como os riscos que levam os diferentes instrumentos.

Sempre deve-se ter em conta que um investimento pode sair mal, e se temos claro isto poderemos gerenciar melhor a carteira de investimento.

Deve-se tentar que nosso patrimônio não se veja afetado por uma má gestão dos investimentos.

Faz tempo comentávamos que era bom que determinados produtos estivessem ao alcance do pequeno investidor e não apenas para as instituições. Mas parece ser que nem todos opinam igual, e é que muitos pensam que as entidades deveriam se implicar a sério e não oferecer estes produtos aos minoritários.

De fato, há muitos que não oferecem e acham que esta deveria ser a ordem geral. Para um futuro se prevê que muitas entidades evitem que qualquer um possa operar, colocando filtros em seus produtos de investimento.

Muitos dos experientes opinam que isto deveria ser uma tendência a seguir no futuro para poder proteger aos operadores em geral, embora mais em concreto aos pequenos poupadores que costumam ser os mais suscetíveis de correr os perigos dos mercados.

Mas quais são os produtos que mais preocupa à Comissão Nacional do Mercado de Valores? Na Espanha sua preocupação se centraliza nos seguintes dois produtos de investimento: as opções binárias e os CFDs, também conhecidos como Contratos por Deficiências.

Porque se preocupam com as opções binárias?

A CNMV espanhola se preocupa com as opções binárias porque são um produto de investimento cuja rentabilidade depende de se o operador acertou ou não em seu investimento.

Quando se investe em opções binárias ase negocia com o comportamento que terão os ativos no futuro.

Por esta razão, se se acerta se pode obter um alto retorno mas no caso de falhar teremos que sofrer as consequências, que neste caso seria a perda do capital investido.

As opções binárias se conhecem como opções de tudo ou nada, e é precisamente uma das características que faz que se tratem de um instrumento de investimento de alto risco.

Se temos em conta esta porcentagem podemos saber também que o risco de perda é igual que a possibilidade de conseguir um investimento ganhador.

Mas o problema aqui está em que nem todos os operadores que apostam pelo produto derivado conhecem seu funcionamento, e sem os conhecimentos adequados o risco de acabar com perdas aumenta.

No trading com opções binárias a operativa pode parecer simples porque na verdade só se deve determinar se um preço irá subir ou cair, mas na prática para acertar deve-se conhecer os ativos e saber como se comportam, assim como ter em conta os fatores que influenciam nos preços e demais situações dos mercados financeiros.

O que ocorre com os CFDs?

Os Contratos por diferença também são um produto que preocupa muito à Comissão Nacional do Mercado de Valores em Espanha.

Portanto, são produtos que não se negociam em um mercado organizado, e onde através de contratos se acorda um intercâmbio da diferença entre os preços de compra e de venda dos ativos.

Quando um trader compra um CFD é porque sabe, ou melhor intui, que o preço do ativo em questão vai subir.

O ganho dos CFDs é a diferença entre o preço em que se compra o contrato e o preço de venda, no caso de que a tendência tenha sido de alta. Se não acredita que o preço irá cair então terá que vender um CFD para obter os ganhos quando o preço cair.

A vantagem dos Contratos por Diferença é a alavancagem, e talvez isto seja o que mais inquieta a CNMV.

Desde logo os CFDs são especulativos então por si só não há nenhuma garantia, mas é que depois também temos a alavancagem, que pode trazer problemas se não sabe controlar da forma adequada.

Um mercado alavancado permite operar com mais dinheiro do disponível, ou seja, que com uma pequena quantidade estaremos aspirando a uma rentabilidade muito mais quantitativa.

Entretanto, também é um perigo e um risco que se deve ter que levar para evitar desgostos.

Como em tudo há quem defenda este tipo de produtos e outros como a Comissão Nacional de Mercado de Valores a quem não gosta nada e os qualifique de tóxicos.

Em todo caso, penso que com a informação adequada qualquer produto pode ser útil para aumentar os rendimentos, apenas deve-se saber como, onde e quando devemos investir.

Como operar com uma baixa volatilidade no mercado de opções binárias?

Como operar com uma baixa volatilidade. Se você opera com opções binárias com certeza já está familiarizado com a volatilidade, e se ainda não começou a desfrutar das vantagens do trading esta é a sua oportunidade para aprender a operar com os melhores resultados.

Gostaria de saber mais? Pois comecemos!

Glossário do conteúdo do artigo:

O que é a volatilidade?

Quando falamos de volatilidade nos referimos à possibilidade de que nos mercados financeiros se produzam movimentos inesperados a curto prazo. De fato, o mercado de opções binárias, de modo geral, é muito volátil.

Como conceito, a volatilidade seria a variável da rentabilidade de um valor com relação a sua medida em um prazo determinado de tempo. Esta nos serve para medir, de algum modo, o tamanho ou volume das mudanças nas tendências de um valor determinado, que neste caso seriam os preços dos ativos subjacentes.

As mudanças de tendência nos indicam quão volátil é a cotação, e portanto também nos ajuda a saber quão estáveis são os preços.

Como influenciam as variações da cotação nas opções binárias? Pois é fácil, se desfrutamos de mais volatilidade termos uma falta de instabilidade e estes no permitirá ter mais oportunidades para prever as tendências aproveitando-nos dos movimentos drásticos tanto na alta quanto na baixa.

Um mercado volátil nos oferece muito mais opções de operar, e de abrir operações com êxito.

Apenas deve-se saber como controlar a volatilidade e reagir a tempo diante das mudanças de direção dos preços para tirar o máximo proveito do investimento.

Há dois tipos de volatilidade que você deveria conhecer: a implícita e a histórica.

  • A volatilidade implícita, é a que podemos estimar que terá um determinado ativo no futuro. Esta se calcula a partir dos preços atuais dos ativos e se conhece como volatilidade de mercado. Há muitos fatores inclusos na volatilidade implícita, como o preço do ativo subjacente, o do exercício, o tempo de vencimento… Inclusive as expectativas dos investidores também influencia.
  • A volatilidade histórica, é como já comentávamos no começo a que se entende como variabilidade da rentabilidade, e não do preço, de um ativo financeiro em um período de tempo em relação a uma rentabilidade média durante tal prazo de tempo.

Habitualmente, a volatilidade se costuma usar como medida para saber o risco do preço.

Em opções binárias usaremos a volatilidade para prever as mudanças das tendências dos ativos subjacentes, e saber quando poderemos obter os melhores rendimentos.

Se há muita volatilidade poderemos conseguir uma rentabilidade mais alta, pois como se dão mais variações nas cotações as operações que executemos serão de maior risco, e já sabemos como funciona este instrumento especulativo, quanto maior o risco maior a rentabilidade.

Mas, podem-se obter bons rendimentos operando também com baixa volatilidade em opções binárias? Pois bem, neste post vamos investigar.

Ainda que o ideal é operar com volatilidade sempre há momentos onde os mercados estão acalmados, mas isto não significa que não podemos tirar proveito disso.

Operar com volatilidade baixa também é possível, e se você sabe como fazê-lo poderá conseguir benefícios.

Como operar com volatilidade baixa em opções binárias?

Sabemos que operar em opções com volatilidade alta costuma ser mais simples porque com os movimentos dos preços é mais fácil detectar os suportes e resistências e saber em que momento os preços vão mudar de direção.

Isto nos facilita mais a tarefa para analisar o comportamento das cotações e tomar as decisões que mais nos convenham.

Mas o que podemos fazer naqueles momentos em que a volatilidade seja baixa? Você pode ficar esperando que a volatilidade volte a se intensificar ou seguir alguns de nossos conselhos para que possa se beneficiar do trading com opções inclusive com volatilidade baixa.

Para operar com volatilidade baixa em opções binárias você deve começar mudando o seu planejamento. Então você não poderá operar como o faz normalmente.

Desde logo, não poderá arriscar tanto como de costume, e é muito importante que você seja paciente.

Quando o mercado tem pouca volatilidade você não terá tantas oportunidades claras para investir, e pode ser que tenha que esperar mais tempo do que gostaria até encontrar a ocasião perfeita para investir.

Mas não se preocupe, você também terá opções para ganhar dinheiro.

Há muitos indicadores que nos servem para detectar as tendências dos ativos, e se você precisa operar com volatilidade baixa terá alguns indicadores como o ADX que te servirá para determinar a força de uma tendência.

Uma tendência forte seguirá durante um tempo, mas se é fraca poderá mudar de direção em qualquer momento, e isto deve ser vigiado.

Como dizíamos, o indicador ADX será de muita utilidade para controlar a situação no mercado e ver quais poderão ser os próximos movimentos para poder acertar seu investimento.

Outro indicador que se costuma usar muito, e que é útil em qualquer situação para conhecer as tendências sobre um gráfico, são as Bandas de Bollinger.

Graças às Bandas de Bollinger poderemos analisar o comportamento da tendência e saber se é de alta ou baixa.

Em opções binárias teremos duas possibilidades: as opções CALL para tendências de alta e opções PUT para tendências de baixa.

Portanto, as análises de tendência sempre serão nossa prioridade, e é importante usar as ferramentas que tenhamos à nossa disposição para conseguir que as análises sejam mais certeiras e que os resultados estejam à altura.

Como opção alternativa para operar com volatilidades baixar em opções binárias é usar os eventos financeiros. Há uma ferramenta muito útil para isto e é o calendário econômico, que nos oferecerá toda a informação que necessitamos sobre os eventos que estão por acontecer.

Em mercados pouco voláteis é importante estar preparados diante de possíveis reações, e os eventos econômicos costumam ser um detonante de mudanças bruscas.

Então ter em mãos uma ferramenta como o calendário econômico pode nos ajudar muito porque poderemos dar uma olhada em eventos passados e ver como reagiram os valores e estar preparados para as reações que poderão ter os ativos, já que em muitas ocasiões tenderão a se repetirem.

Apesar que investir em opções binárias com volatilidade baixa é mais complicado, como pode ver também terá oportunidades de fechar um bom negócio se souber estar pendente dos movimentos.

Não obstante, você também poderia aproveitar estes momentos mais tranquilos para dar uma olhada para atrás e comprovar como estão evoluindo as cotações dos ativos para ter uma ideia de como poderão fazê-lo no futuro.

Você também poderá investigar outros valores nos que você não operou ainda por falta de tempo, e aproveitar para planejar uma nova estratégia.

Para ter êxito em opções binárias é importante que os investimentos sejam rentáveis e para isso necessitaremos que a carteira esteja diversificada e que, evidentemente, os ganhos sempre superem as perdas.

É importante encontrar o equilíbrio nos investimentos, e as opções binárias te oferecem múltiplas possibilidades que te recomendaremos experimentar.

Independentemente de se você prefere investir com alta volatilidade ou com baixa volatilidade, você já pôde comprovar que no mercado de opções binárias é possível ganhar em ambas situações.

Você simplesmente deve aprender a se adaptar aos mercados e vigiar muito de perto as cotações para controlar a evolução dos preços e acertar na tendência.

Category Archives: Inversão

Troca de moeda: FX Rolling Spot Future

Futuros regulamentados de nova geração para negociar moedas BME

Se você deseja estar atualizado em termos de produtos de investimento e está interessado em negociar com divisas, preste atenção, pois abaixo ofereceremos informações sobre um novo produto que foi lançado recentemente para os negociadores de Forex de BME.

O que é o FX Rolling Spot Future?

O FX Rolling Spot Futures é um tipo de futuro de nova geração que possui uma característica que o diferencia de outros futuros.

Neste caso, o preço do futuro coincide com o spot, o que significa que você pode comprar futuros em euro ou dólar pelo mesmo preço da moeda em questão. É um produto que permite aos investidores negociar com divisas por meio de um instrumento cotado.

O FX Rolling Spot Futures, ou xRolling FX, como é comercialmente conhecido, agora é um dos produtos mais seguros que você pode encontrar no mercado.

O ‘x’ é do Exchange Traders, pois é negociado em um mercado regulamentado e o ‘rolling’ é porque é rolado, ou seja, as posições em aberto são renovadas todos os dias. E, bom, ‘FX’ já sabemos o que é para Foreign Exchange ou intercâmbio de divisas estrangeiras.

Quais são as divisas disponíveis?

Se você está pensando em investir neste produto e deseja saber mais sobre as divisas, forneceremos os detalhes imediatamente. Este produto foi lançado em 21 de junho e, neste momento, é oferecida a possibilidade de investir em 17 pares, 10 divisas e vários cruzamentos.

Obviamente, entre as opções disponíveis, você encontrará os pares de moedas mais populares para que você possa negociar em divisas como o dólar americano e o euro.

Que vantagens oferece em relação aos CFDs?

Já há algum tempo, muitos investidores optaram pelos CFDs para rentabilizar seu dinheiro. E é que os Contratos por Diferenças, entre outras vantagens, oferecem operações alavancadas que permitem ao investidor usufruir de mais benefícios potenciais.

Quanto às vantagens que o xRolling FX oferece em relação a um CFD, bom, para fins práticos, deve-se dizer que, para os operadores de varejo, eles trabalham de maneira semelhante, pois você está comprando a um preço à vista e todos os dias a posição é renovada se estiver aberta.

No entanto, existe uma diferença importante entre operar a preços que estabelece um broker – onde pode haver um conflito de interesses – para negociar de acordo com os preços oficiais de um mercado regulamentado.

Na plataforma de Bolsas e Mercados Espanhóis (BME), os preços são definidos graças a clientes de mercado, liquidez, institucionais e de varejo, e todos são deixados em uma carteira de pedidos, atualizada em tempo real.

Dessa maneira, o operador tem certeza de que está desfrutando do trading com divisas a um preço 100% transparente e sem comissão oculta. Não há dúvida de que, se você estiver interessado em negociar em Forex, este produto pode ser uma opção muito interessante.

Que garantias oferece?

O FX Rolling Spot Futures oferece garantias aos operadores e isso é muito bom. Além disso, é um produto voltado para clientes de varejo e institucionais.

Se você investe neste produto, não precisa se preocupar com a variação das moedas, porque os lucros deste produto podem ajudá-lo a compensar qualquer outra perda que você tenha em outros investimentos.

Por exemplo, se você sofrer perdas pela desvalorização de uma moeda, por exemplo, o dólar, elas serão compensadas por investimentos no xRolling FX. Não há risco de divisas e você terá um investimento completamente limpo.

Ao contrário dos futuros tradicionais, você não precisa estar ciente das renovações, porque, ao operar com este produto, pode esquecê-lo, graças à renovação diária. Por outro lado, se a qualquer momento você deseja antecipar o desinvestimento, pode fazê-lo e não precisa concordar com um preço de recompra, como acontece em outros futuros.

Por outro lado, destacaremos que um dos maiores benefícios dessas operações é a cobertura. De fato, é um fator muito importante em qualquer investimento.

Este produto, como dissemos, está em um mercado regulamentado e está realmente ganhando muito interesse do público. Especialmente considerando as restrições necessárias para operar outros produtos OTC.

Um produto competitivo e com boas previsões para o futuro

O FX Rolling Spot Futures tornou-se um produto muito atraente e oferece soluções alternativas muito interessantes. Desde logo, pode-se dizer que é um dos principais ‘rivais’ dos CFDs, embora, como disse José Antonio Parga, chefe de Forex da BME, seja um ‘produto ecológico’, outra opção para investir seu dinheiro.

De fato, não há ‘inimigos’ entre o produto BME e os distribuidores de CFD, pois eles oferecem um produto em sua plataforma e o FX Rolling Spot Future é outro, uma alternativa como solução e alternativa às restrições regulatórias dos Contratos por Diferenças.

Você já sabe, para quem deseja «reciclar», pode encontrar um «produto ecológico» na plataforma, que permitirá negociar com divisas por meio de um instrumento cotado.

Além disso, as previsões para o futuro são boas e, até o final do ano, deveriam ter incorporado mais entidades. Até o final de julho, está prevista a incorporação de um banco holandês e de um formador de mercado, ambos muito poderosos em seu setor.

Agora eles contam com o apoio de seis entidades: Savings Corporation, Cooperative Bank, Income 4, iBroker, Link Securities e GVC Gaesco. Dependendo da entidade, o produto será oferecido a clientes institucionais ou de varejo.

Da mesma forma, estão previstas novas incorporações para o outono, ou seja, hoje é um produto com um potencial incrível e muito atraente para os investidores.

Se você deseja desfrutar de uma troca de moeda e procura um novo produto a partir daqui, convidamos você a encontrar mais informações e experimentar, se quiser, o FX Rolling Spot Future.

Invista com sucesso graças à regra dos 120

Se você está pensando em investir no mercado de ações para o próximo ano, deixe-nos dar uma recomendação que certamente o ajudará a escolher melhor o tipo de investimento que você deve fazer.

Neste caso, ele ajudará você a conhecer as opções que melhor se adequam a você de acordo com a sua idade.

Glossário do conteúdo do artigo:

O que é a regra dos 120?

A regra dos 120 é um conceito muito simples que explicaremos abaixo e que certamente pode ser muito útil se você não souber por onde começar.

Basicamente, é uma regra que indica em que tipo de investimentos você deve investir seu dinheiro, dependendo da sua idade. Dessa maneira, você pode saber para onde direcionar suas economias e também pode gerenciar muito melhor os riscos em seus investimentos.

Embora não haja regras infalíveis nos investimentos em produtos de poupança que nos ajudem a diversificar os investimentos da melhor maneira possível, temos regras que podem nos ajudar a saber quais produtos escolher e onde alocar esse dinheiro.

Se você investe o capital em produtos que se adaptam às suas necessidades em função da sua idade, é mais provável que obtenha investimentos estáveis ​​com bons retornos.

Como a regra dos 120 funciona?

A regra dos 120, como dissemos, serve para ajudar a estruturar nossas economias com base em nossa idade. Dessa forma, aprenderemos a investir nos ativos que valem a pena e realmente atendem às expectativas.

Para aplicar a regra em questão, o poupador deve subtrair sua idade de 120 e obter um valor percentual que ele precisará usar para investir em rendas variáveis.

Se, por exemplo, você tem 40 anos, precisará investir 80% do seu capital para investir em produtos de alto risco. E, o que resta até 100%, que seria de 20%, teria que ser usado para investir em renda fixa, ou o que é o mesmo, em produtos com menor risco.

Dessa forma, o capital disponível entre os diferentes produtos de investimento e poupança pode ser distribuído de maneira mais adequada. É certamente uma solução muito útil.

Neste caso, com a regra dos 120, seremos capazes de saber que, em uma idade avançada, as decisões de investimento devem incluir produtos de menor risco e, em uma idade menor, os investimentos podem ser mais arriscados porque, no caso de não funcionar, eles terão mais tempo para se recuperar.

A regra dos 120 visa ajudar quem deseja investir suas economias a fazê-lo nos investimentos mais recomendados, de acordo com a idade.

Isso significa que a medida que a pessoa em questão completa anos, ela deve ajustar a estrutura de investimento para adaptar os investimentos ao seu perfil.

Se você começar a investir com 20 anos, estará alocando 100% do seu dinheiro em produtos de alto risco, mas quando tiver 40 anos, como dissemos, terá que investir apenas 80% e deixar os 20% restantes para produtos de baixo risco.

Portanto, é muito importante que você monitore a evolução de seus investimentos ao longo dos anos e ajuste seu perfil quando necessário para continuar desfrutando dos melhores retornos e, acima de tudo, evitar riscos desnecessários.

Diversificar e considerar fatores de risco

Embora a regra dos 120 o ajude a saber em que porcentagens você deve alocar seu capital para produtos de renda variável e de renda fixa, lembre-se de que, como tal, há algumas limitações. Por exemplo, esta regra não leva em consideração a situação do mercado.

É importante que, se você deseja otimizar seus investimentos, escolha os produtos mais adequados e diversifique tudo o que puder.

Também é essencial que você leve em consideração fatores de risco, como a volatilidade dos valores e que assuma os riscos que podem surgir a cada momento da sua vida.

Use a regra dos 120 para saber como gerenciar seu capital e tirar proveito de todo o potencial de economia sem correr muitos riscos. A menos que os retornos valham a pena.

A Bolsa e fundos de investimento

A regra dos 120 é de grande ajuda e, uma vez que você faça seus cálculos, poderá saber como investir seu dinheiro da melhor maneira possível.

No entanto, uma coisa é teoria e outra é prática; portanto, uma vez que você tenha o conceito claro, é importante executá-lo com responsabilidade.

Se você deseja investir em fundos de investimento, pode encontrar muitas opções que já estão configuradas de acordo com o seu perfil, e muitas entidades aplicam essa teoria aos seus fundos para facilitar para quem deseja contratá-los.

Dessa forma, como vimos, se você for mais jovem, terá mais capital em renda variável e, com o passar dos anos, terá mais capital em renda fixa para garantir o investimento.

Se você estava pensando em investir na Bolsa, a regra dos 120 pode não ser suficiente, pois ela simplesmente ajudará a decidir quanto do total de dinheiro que você pode usar para a renda variável, mas caberá a você buscar aqueles investimentos adequados que permitam obter um maior retorno sobre o investimento.

Para testar sem risco, você pode usar simuladores que permitem operar nos mercados, mas com saldo virtual. Dessa forma, você pode ter uma idéia muito mais clara do que poderia obter se decidir fazer determinados investimentos no mercado real.

A importância de adaptar os investimentos à sua idade

Com a regra dos 120, aprendemos qual porcentagem de dinheiro devemos investir em renda variável e qual porcentagem em renda fixa, dependendo da nossa idade.

De fato, isso é muito importante porque os riscos envolvem erros e possíveis perdas e, no caso de uma pessoa idosa, o impacto de sofrer uma perda é muito maior.

Assim, os jovens podem investir uma porcentagem maior em produtos de alto risco, porque se perderem terão mais tempo para se recuperar e, além disso, as ações oferecem maior rentabilidade, portanto, é lógico querer aproveitar para obter mais retornos.

Enquanto isso, os idosos terão mais necessidade de economizar e terão produtos de menor risco para proteger seus investimentos.

É por isso que é tão importante adaptar os investimentos de acordo com a nossa idade, e a regra dos 120 nos ajudará a fazê-lo da maneira mais prática.

Investir em Forex: estratégias de hedge e dicas para minimizar riscos

O mercado de divisas oferece infinitas possibilidades, e se sabemos como investir da maneira certa isso pode nos fazer gerar retornos muito bons sobre o capital investido.

O mercado Forex oferece muitas possibilidades de investimento, uma vez que temos à nossa disposição uma ampla combinação de pares de divisas estrangeiras para negociar e obter lucros. Mas, como dizemos, é importante saber como fazê-lo para ter sucesso.

Como você sabe, o mercado de divisas é altamente volátil e implica um alto risco, mas também permitirá gerar retornos mais altos do que você faria se decidisse experimentar outros instrumentos de investimento.

Glossário do conteúdo do artigo:

Para negociar on-line, você tem muitas alternativas interessantes, como Contratos por Diferenças (CFDs), que são um produto derivado que permitirá que você se beneficie das flutuações de preços no mercado de divisas.

Trata-se de um produto de alto risco, mas não se preocupe, porque com a estratégia certa e colocando em prática os conselhos que lhe daremos abaixo, você não deve ter problemas para aproveitar as negociações com os melhores resultados.

Antes de mais nada, é importante que você conheça esse mercado então se você está pensando em negociar com pares de divisas, pedimos que você se informe primeiro sobre como ele funciona. Além de conhecer a operação, é essencial que você escolha a plataforma de comércio on-line certa.

Existem muitos brokers e plataformas de trading conhecidas que oferecem a possibilidade de negociar CFDs sobre Forex e tomar a decisão certa pode ajudá-lo a melhorar significativamente sua experiência.

A partir daqui, recomendamos que você analise as diferentes opções disponíveis e decida a que melhor se adapta às suas necessidades. Simplesmente daremos alguns conselhos: escolha um broker on-line 100% regulamentado. Você evitará problemas.

O que é uma estratégia de cobertura?

Para investir em Forex com certas garantias, você pode usar estratégias de cobertura que permitirão compensar o risco de flutuações de preço e reduzir a exposição ao risco.

Dentro das estratégias de cobertura, ofereceremos informações sobre as três mais populares, pois eles são os que a maioria dos gtraders usa no seu dia a dia.

Mas primeiro, vamos explicar brevemente do que consiste uma estratégia de cobertura. Uma estratégia de cobertura consiste na execução de posições adicionais para tentar proteger as posições atuais em caso de mudanças bruscas no mercado.

A cobertura, como tal, baseia-se na compra e venda de outros instrumentos financeiros com o objetivo de proteger as posições atuais e reduzir os riscos potenciais. Existem várias maneiras de limitar os riscos e as seguintes estratégias de cobertura podem ajudá-lo.

No Forex, por ser um mercado volátil, existem aqueles que não planejam cobrir suas posições, mas isso já depende do risco que cada um está disposto a assumir. Há quem se dê bem limitando o capital a investir para correr menos riscos.

Principais estratégias de hedge para Forex: simples e complexo

O mercado cambial, como dissemos, é muito volátil. Portanto, se acreditamos que o valor de um par pode cair, mas também achamos que a tendência pode mudar para cima no último momento, uma estratégia de cobertura poderia nos ajudar a proteger o investimento.

A cobertura serve principalmente para reduzir perdas de curto prazo e também funciona muito bem para proteger os lucros das negociações de longo prazo.

Agora falaremos sobre as principais estratégias de cobertura:

  • Estratégia de cobertura simples. Seria uma questão de abrir uma posição contrária à posição atual, ou seja, uma cobertura direta. Se tivermos uma posição curta para um par de moedas, seria necessário abrir outra posição longa para o mesmo período e o mesmo par. Com essa estratégia, não obteríamos lucro, mas também não haveria perdas, pois o resultado de uma operação é compensado com o resultado da outra.
  • Estratégia de cobertura complexa(para várias divisas). Uma estratégia mais complexa é escolher dois pares de moedas relacionadas positivamente, como os pares EUR / USD e GBP / USD, e abrir posições em ambos os pares em direções opostas. Exemplo: você administra uma posição curta para o par EUR / USD e decide limitar a exposição ao risco do dólar abrindo uma posição longa para o par GBP / USD. Se o dólar cair, as perdas da posição vendida seriam compensadas, mas essa estratégia implica riscos, pois se várias posições falharem, você poderá sofrer perdas.

Obviamente, existem mais estratégias de cobertura, mas esse par que acabamos de explicar é a principal estratégia que você deve conhecer. Dependendo do seu conhecimento e experiência, você pode tentar a estratégia complexa ou você terá que começar pela simples.

De qualquer forma, além de aplicar uma estratégia de cobertura em seus investimentos, é importante que você siga algumas dessas dicas para minimizar os riscos na negociação em Forex.

Dicas para minimizar riscos no Forex

Se você deseja minimizar os riscos da negociação em Forex, usar uma estratégia de cobertura é bom, mas você também precisará considerar outros fatores, e estas são as nossas dicas.

Antes de entrar em qualquer mercado, é importante que você saiba o que é e como funciona. Nem todo mundo é elegível para investir, então você deve se perguntar se possui as habilidades necessárias.

Para desfrutar do trading, você deve ter:

  • Conhecimento sobre o mercado e seu funcionamento. Se você estiver interessado em negociar com moedas, é importante que você tenha conhecimento sobre suas operações e quais fatores afetam as flutuações de preço.
  • Experiência em trading. Também é importante ter experiência no comércio, embora saibamos que isso é algo adquirido ao longo do tempo e que é inevitável cometer erros, especialmente no início. Para evitar riscos desnecessários, você pode tentar operar a partir de uma conta demo e depois mudar para o modo real.
  • Disciplina. Para ter sucesso nas negociações, é importante ter a capacidade de enfrentar os mercados com a cabeça fria e executar operações com disciplina. Como trader, você deve ser capaz de operar sem se deixar levar por suas emoções.

Além de sua capacidade como trader, um fator-chave será a plataforma de trading que você escolher para executar suas operações.

Neste caso, é importante que você opte por um broker sério e regulamentado, que ofereça uma boa oferta de investimento e execução de ordens e que atenda às suas necessidades. Uma plataforma como o Meta Trader 4 seria uma boa escolha.

Por outro lado, é importante que, ao operar, você escolha o estilo que melhor lhe convier, use alavancagem com a cabeça e não invista mais dinheiro do que poderia perder. Se você seguir estas dicas e proteger suas posições com estratégias de cobertura, você irá bem.

Investir na bolsa de valores: quais são as suas principais vantagens?

O mercado de ações é uma opção para investir e isto é o que você precisa saber

Apesar que atualmente temos diferentes opções de investimento, hoje vamos nos concentrar no mercado de valores. A Bolsa pode oferecer muitos benefícios, mas é importante saber como investir e, para isso, precisaremos usar o dinheiro com muita atenção.

Desde logo, se você deseja investir no mercado de ações e obter os melhores resultados, a chave está nas informações, pois com as informações corretas podemos investir melhor.

Glossário do conteúdo do artigo:

Neste post, falaremos sobre a Bolsa e seu potencial para investidores, e daremos algumas indicações para você saber como começar, além de apontar algumas das principais vantagens de investir na Bolsa.

O que você precisa saber para investir no mercado de ações?

Para investir no mercado de ações, é importante que você tenha certas noções básicas; portanto, você terá que começar por se informar muito bem sobre esse instrumento de investimento e como fazer para obter os melhores resultados em seus investimentos.

Desde logo, você terá que começar escolhendo as empresas que mais lhe interessam e também terá que investigá-las. A pesquisa é fundamental, pois é importante que você saiba muito bem onde vai investir seu dinheiro.

Depende de suas decisões se você recebe ou não os rendimenos.

Se você está pensando em investir parte de seu capital no mercado de ações e não possui experiência anterior, é importante que, como iniciante, preste atenção e não se deixe levar pelo sucesso que outros investidores tiveram. Agora é a hora de você pensar em si mesmo.

Embora a Internet tenha facilitado muit as coisas e agora qualquer pessoa possa acessar o comércio on-line, também convém sermos precavidos. Há muitas pessoas que alcançaram uma rentabilidade muito boa no mercado de ações, mas também arriscaram muito.

Portanto, se você pretende investir, deve ter sempre claro os riscos e também deve ser consistente com as decisões que toma em seus investimentos. Até os melhores investidores sofrem perdas, portanto, não se preocupe se isso acontecer com você, especialmente no início.

Como dissemos, hoje temos diferentes alternativas de investimento, mas se você escolheu a Bolsa, certifique-se de ter tomado a decisão certa. Infelizmente, nem todo mundo é capaz de escolher o mercado que melhor se adapta às suas necessidades e isso geralmente é um grande problema.

Há muitas pessoas que decidem investir e acabam saindo depois de um tempo, e isso é porque elas provavelmente não estavam certas ao escolher o mercado mais adequado para elas.

Se você tiver certeza de que deseja tentar investir no mercado de valores, será muito mais fácil se você operar com um broker on-line.

Na Internet, a oferta de plataformas de negociação é imensa; portanto, recomendamos que você reserve um tempo para comparar antes de decidir sobre um determinado corretor.

Por meio do que é conhecido como Contratos por Diferença (CFD), você pode operar em uma ampla gama de ações dos principais mercados de valores, nacional e internacionalmente, e sem sair de casa.

Se você opera com CFDs, precisará se preocupar apenas em seguir as tendências dos ativos para gerar lucros, por mais simples que pareça.

No entanto, como indicamos no início é muito importante o trabalho de pesquisa para saber em quais empresas é melhor para você operar.

Se você escolher bem e realizar análises para acompanhar os preços e sua evolução, poderá tomar as decisões corretas e aproveitar os retornos que espera em seus investimentos.

Quais são as principais vantagens de investir no mercado de ações?

De todas as opções que encontramos hoje para dar rentabilidade ao nosso dinheiro, sem dúvida, o mercado de valores ainda é um dos mais procurados. E não é porque não há alternativas igualmente interessantes, mas talvez seja porque a Bolsa é a mais tradicional.

A Bolsa é uma das opções mais populares para investir, mas investir em ações também envolve riscos significativos. Você pode ganhar muito no mercado de ações, mas também pode sofrer perdas significativas.

Mesmo assim, se você tiver a capacidade de gerenciar riscos e minimizá-los, poderá garantir seus investimentos e obter mais lucros.

Uma das principais vantagens de investir na Bolsa é a possibilidade de que elas nos oferecem para ver nosso dinheiro crescer dia a dia e obter um bom retorno, principalmente a longo prazo. Se você apostar em empresas estáveis, poderá obter lucros e mantê-los a tempo.

Por outro lado, se você deseja obter um equilíbrio em seus investimentos na Bolsa, recomendamos a diversificação, pois investir em ações diferentes ajudará você a manter seus lucros, mesmo que algumas ações percam valor.

Outra vantagem oferecida pelos investimentos na Bolsa é que podemos começar a investir com pequenas quantias de dinheiro, o que significa que não precisaremos de muito capital para nossos primeiros investimentos.

Quanto à informação, que será fundamental para tomar as melhores decisões, não teremos nenhum problema, porque hoje isso é bastante acessível. Na Internet você será capaz de descobrir as informações financeiras das diferentes empresas e estar ciente das últimas notícias.

Definitivamente, investir na Bolsa tem suas vantagens e, embora seja arriscado a rentabilidade que oferece compensa. Nunca é tarde demais para investir, e se você escolher o mercado de valores certifique-se de seguir as instruções e levar em conta as recomendações neste post.

Diferenças entre bonificações, letras e obrigações

Há muitas razões para optar pela renda fixa ao invés de pelo investimento em renda variável.

Desde logo, a volatilidade desta última e a instabilidade tanto a nível político quanto na economia espanhola assim como em outros países situados na euro zona, e também a crise do petróleo, podem ser algumas das razões mais comuns pelas que muitos investidores optem por investir em renda fixa.

De fato, cada vez mais são os que se interessam pelo mercado de dívida pública e pela emissão de renda fixa corporativa.

O que é a renda fixa?

Por definição, sabemos que a renda fixa é um conjunto de ativos financeiros de dívida que são emitidos pelo estado, pelos organismos e as entidades públicas, assim como também pelas empresas privadas.

As emissões vão direcionadas a um amplo mercado e o objetivo principal destas emissões é conseguir o financiamento que necessitam.

É um tipo de investimento no que o emissor está na obrigação de fazer pagamentos em uma quantidade determinada e um período de tempo pré-estabelecidos.

No começo o emissor garante a devolução do capital investido com um extra de rentabilidade.

A renda fixa se denomina com o termo fixo porque ao adquirir o instrumento já saberemos desde o começo qual será a quantidade que vão nos pagar em cada momento. Enquanto mantenhamos os títulos a rentabilidade será fixa desde a emissão até o seu vencimento, pois o emissor se fará comprometido a cumpri-lo.

Portanto, não importará se enquanto tenhamos o título de dívida o mercado financeiro sobe ou cai, já que o tipo de interesse se manterá fixo. A não ser que decidamos vendê-lo, já que nesse caso seria diferente.

Quando investimos em renda fixa ao adquirir o instrumento poderemos saber com antecipação a rentabilidade assim como os interesses que o emissor vai nos pagar.

Contudo, embora a emissão implica uma rentabilidade fixa o cobro do principal dos interesses poderia não estar assegurado. Você deve ter consciente de que embora os títulos estejam garantidos isto não o converte em um investimento sem risco, pois este poderia não poder cumprir com o acordo.

De todos modos, a renda fixa se considera um tipo de investimento de menos risco se o comparamos com a renda variável. Por outro lado, ao se considerar como um tipo de investimento mais seguro a rentabilidade costuma ser inferior também, sempre tendo em conta os movimentos dos mercados que poderiam nos beneficiar mais oi menos.

Por outro lado, temos que destacar dos tipos de renda fixa, a que provém da dívida pública e a de dívida privada. Vejamos.

  • Dívida pública: São todas as dívidas que mantém o Estado com investimentos, sejam nacionais ou internacionais
  • Dívida privada: A dívida de qualquer pessoa física ou jurídica que não seja de uma administração pública.

Dentro do que é a dívida temos diferentes tipos de função de qualidade bancária. Mas neste artigo não falaremos disso, mas sim nos focaremos nos tipos de renta fixa mais comuns, que encontramos com mais facilidade nos mercados.

Entre os principais tipos de emissão de dívida ou renda fixa, temos que destacar:

  • As bonificações
  • As letras
  • As obrigações

A seguir conheceremos cada um destes tipos de renda fixa e veremos quais são suas principais diferenças. Para que na hora de decidir investir você saiba o que te convém.

O que são as bonificações?

Um dos instrumentos de investimento de renda fixa mais conhecidos são as bonificações, cujo investimento nos serve a médio e longo prazo. Colocam-se através de licitação competitiva e o valor nominal pelo geral costuma ser 1000 euros ou quantidades superiores a esta.

Ainda que realmente o valor de emissão será fixada pela entidade emissora.

As bonificações são emitidas primeiramente em um mercado primário e depois se negociam em um mercado secundário. De fato, ao ser negociados em mercados secundários, como ocorre com qualquer outro deste tipo, deve-se ter em conta a exposição ao risco de mercado.

Quanto às características mais destacáveis das bonificações de renda fixa sabemos que:

  • São emissões de renda fixa, evidentemente
  • São emitidos a desconto
  • A primeira emissão é no mercado primário e a dívida se negocia no secundário
  • A emissão e colocação, como dizíamos, se realiza a partir de uma licitação competitiva
  • As bonificações são a médio e longo prazo, entre 2 anos e 5 anos.

Portanto, como tipos de bonificações tendo em conta sua maturidade poderíamos diferencia entre: as bonificações de 3 anos e as bonificações de 5 anos.

O que são as Letras?

Trata-se de um produto de investimento que sai ao mercado através de um sistema de licitação e sempre baixo a emissão de desconto. Estas emissões de valor de renda fixa são a curto prazo.

Ao princípio as letras são emitidas em um mercado primário, para depois se negociar em um mercado secundário. As letras se emitem a um preço pré-fixado mas posteriormente o preços poderá variar dependendo da oferta e a demanda no processo de negociação.

Há diferentes tipos de letras; a 3 meses, a 6 meses, a 9 meses e letras a 1 ano. Entre as características da emissão de renda fixa em letras podemos destacar que:

  • São emitidas a desconto
  • É uma dívida a curto prazo, sempre com um máximo de 1 ano
  • Evidentemente são emissões de renda fixa
  • O montante nominal dependerá do emissor. Por exemplo se estamos falando da emissão de letras do Tesouro Público o valor mínimo será de 1.000 euros.
  • Trata-se de um valor de dúvida mais seguro que outros
  • Se emitem, como dizíamos, em um mercado primário e depois se negociam em um mercado secundário

O que são as obrigações?

Como última tipologia de emissão de dívida queremos te falar das obrigações.

Trata-se de instrumentos de emissão de dívida de renda fixa para investir a longo prazo, e são muito mais seguras que qualquer outra opção.

Igual que com outras bonificações e as letras as obrigações também se emitem primeiro em um mercado primeiro através de licitações competitivos e depois se emitem e colocam no mercado secundário para ser negociados.

O valor da emissões também dependerá da entidade emissora. E agora, vamos ver algumas das características que apresentam as obrigações.

  • São emissões de renda fixa, como já sabíamos
  • Estão pensadas para investimentos que querem um investimento seguro e a longo prazo
  • Se emitem em um mercado primário e se negociam em um mercado secundário
  • Como dizíamos, são investimentos a muito longo prazo, como a partir de 15 anos e mais
  • São emitidas a desconto
  • O valor nominal depende da entidade emissora

Quanto aos tipos podemos destacar: obrigações a 15 anos e obrigações a 30 anos.

Definitivamente, poder-se-ia dizer que as bonificações, letras e obrigações têm aspectos em comum mas também algumas diferenças. A principal, a que nos ficou mais clara, é relacionado ao período de investimento.

Enquanto que as letras é uma dívida a curto prazo desde 3 meses até um máximo de 1 ano, as bonificações podem-se manter de 3 a 5 anos, e com as obrigações você estará investindo a longo prazo, por um mínimo de 15 anos e um máximo de 30 anos.

A CNMV investiga de perto as opções binárias

CNMV. Já faz tempo que o trading com opções binárias é uma das alternativas de investimento mais rentáveis para operar em linha. Como produto derivado este tipo de investimento implica um risco mas sua alta rentabilidade o compensa.

Além disso, o comércio com opções tem uma vantagem e é que nos permite negociar com os preços de uma variedade de ativos subjacentes sem tê-los em propriedade, ou seja, obter benefícios simplesmente por investir pela direção de suas tendências.

Como todos os produtos de investimento estes levam tempo para se regulamentarem e de fato sempre que recomendamos um broker ressaltamos a importância de negociar com opções binárias em corretores e plataformas de comércio com licença.

Glossário do conteúdo do artigo:

Um broker regulamentado te permitirá desfrutar de uma experiência de trading mais segura, enquanto que uma plataforma de procedência e reputação duvidosa provavelmente acabe te dando mais problemas.

Infelizmente os casos de fraude não são isolados pelo que você deve ter cuidado e tomar as precauções necessárias para evitar certos corretores suspeitos.

Desde há muito tempo as opções binárias começaram a ganhar bastante protagonismo nas carteiras dos operadores espanhóis e até o momento se tem podido investir sem nenhum problema através de brokers com sede em algum país europeu.

Não obstante, precisamente nestes momentos a Comissão Nacional de Marcado de Valores (CNMV) se propôs para este novo ano de 2020 seguir muito de perto determinados produtos financeiros.

Entre os produtos de investimento que nestes momentos se encontram sob o atendo olhar da CNMV temos que destacar um par: as opções binárias e os CFDs.

Trata-se de dois produtos considerados de risco e este organismo supervisor tem propriedade em proteger aos investidores espanhóis para que não se exponham de acordo com os riscos.

Na Internet temos múltiplas opções de investimento mas nem todos os produtos são igualmente recomendáveis.

Embora desde aqui muitas vezes tenhamos recomendados as opções binárias não deixa de se tratar de um produto de risco que neste momento a CNMV se tem proposto a vigiar mais exaustivamente.

Desde hoje a Comissão Nacional do Mercado de Valores pretende seguir muito de perto qualquer produto de alto risco que seja suscetível de provocar perdas aos investidores, sobretudo aos pequenos poupadores que só buscam uma alternativa para que suas economias cresçam e desconhecem os riscos aos que estão a ponto de se expor na maioria das vezes.

Quais as propostas da CNMV?

Como proposta principal destacaremos o objetivo de supervisionar determinados produtos de investimento que são de alto risco. Desde logo, todo produto que tenha um grau de risco deverá se detalhar no folheto de emissão.

Este folheto deverá incluir as advertências da CNMV no caso de que os produtos apresentem um risco significativo para o operador.

Sempre que vamos investir é conveniente se informar bem, isto está claro. Entretanto e infelizmente, muitas vezes se recorre a este tipo de produtos por seu atrativo e porque prometem altas porcentagens de rentabilidade aparentemente sem muito esforço.

Embora na realidade isto não seja assim, já que todo investimento implica um risco, seja moderado ou elevado.

Nenhuma operação tem garantia de êxito, nem as opções binárias nem os CFDs, embora muitas vezes nos ofereçam na rede como produtos muito rentáveis onde se pode ganhar dinheiro rápida e facilmente.

Deve-se ter muito claro onde estamos nos metendo, e é por isso que a Comissão Nacional do Mercado de Valores tem colocado a voz de alerta, tentando que os poupadores não percam seu capital em investimentos que pareçam seguros mas não o são.

Além da CNMV também os experientes lançam recomendações aos operadores potenciais. Por um lado insistem na importância de se informar em profundidade de qualquer produto de investimento.

De fato, precisamente deveriam ser as entidades as que se encarregassem de realizar seminários sobre os produtos que comercializam, para que todos possam entender seus riscos antes de investir seu dinheiro.

Do mesmo modo, é igualmente importante que tenhamos acesso à informação real dos produtos de investimento também é fundamental que os próprios poupadores aprendam gerenciar corretamente suas carteiras e a controlar os riscos.

Por exemplo se temos um produto de investimento que implica uma volatilidade muito alta é interessante que não destinemos muita parte do capital para esse produto em nosso portfólio, ou seja, que diversifiquemos tendo em conta tanto os rendimentos potenciais como os riscos que levam os diferentes instrumentos.

Sempre deve-se ter em conta que um investimento pode sair mal, e se temos claro isto poderemos gerenciar melhor a carteira de investimento.

Deve-se tentar que nosso patrimônio não se veja afetado por uma má gestão dos investimentos.

Faz tempo comentávamos que era bom que determinados produtos estivessem ao alcance do pequeno investidor e não apenas para as instituições. Mas parece ser que nem todos opinam igual, e é que muitos pensam que as entidades deveriam se implicar a sério e não oferecer estes produtos aos minoritários.

De fato, há muitos que não oferecem e acham que esta deveria ser a ordem geral. Para um futuro se prevê que muitas entidades evitem que qualquer um possa operar, colocando filtros em seus produtos de investimento.

Muitos dos experientes opinam que isto deveria ser uma tendência a seguir no futuro para poder proteger aos operadores em geral, embora mais em concreto aos pequenos poupadores que costumam ser os mais suscetíveis de correr os perigos dos mercados.

Mas quais são os produtos que mais preocupa à Comissão Nacional do Mercado de Valores? Na Espanha sua preocupação se centraliza nos seguintes dois produtos de investimento: as opções binárias e os CFDs, também conhecidos como Contratos por Deficiências.

Porque se preocupam com as opções binárias?

A CNMV espanhola se preocupa com as opções binárias porque são um produto de investimento cuja rentabilidade depende de se o operador acertou ou não em seu investimento.

Quando se investe em opções binárias ase negocia com o comportamento que terão os ativos no futuro.

Por esta razão, se se acerta se pode obter um alto retorno mas no caso de falhar teremos que sofrer as consequências, que neste caso seria a perda do capital investido.

As opções binárias se conhecem como opções de tudo ou nada, e é precisamente uma das características que faz que se tratem de um instrumento de investimento de alto risco.

Se temos em conta esta porcentagem podemos saber também que o risco de perda é igual que a possibilidade de conseguir um investimento ganhador.

Mas o problema aqui está em que nem todos os operadores que apostam pelo produto derivado conhecem seu funcionamento, e sem os conhecimentos adequados o risco de acabar com perdas aumenta.

No trading com opções binárias a operativa pode parecer simples porque na verdade só se deve determinar se um preço irá subir ou cair, mas na prática para acertar deve-se conhecer os ativos e saber como se comportam, assim como ter em conta os fatores que influenciam nos preços e demais situações dos mercados financeiros.

O que ocorre com os CFDs?

Os Contratos por diferença também são um produto que preocupa muito à Comissão Nacional do Mercado de Valores em Espanha.

Portanto, são produtos que não se negociam em um mercado organizado, e onde através de contratos se acorda um intercâmbio da diferença entre os preços de compra e de venda dos ativos.

Quando um trader compra um CFD é porque sabe, ou melhor intui, que o preço do ativo em questão vai subir.

O ganho dos CFDs é a diferença entre o preço em que se compra o contrato e o preço de venda, no caso de que a tendência tenha sido de alta. Se não acredita que o preço irá cair então terá que vender um CFD para obter os ganhos quando o preço cair.

A vantagem dos Contratos por Diferença é a alavancagem, e talvez isto seja o que mais inquieta a CNMV.

Desde logo os CFDs são especulativos então por si só não há nenhuma garantia, mas é que depois também temos a alavancagem, que pode trazer problemas se não sabe controlar da forma adequada.

Um mercado alavancado permite operar com mais dinheiro do disponível, ou seja, que com uma pequena quantidade estaremos aspirando a uma rentabilidade muito mais quantitativa.

Entretanto, também é um perigo e um risco que se deve ter que levar para evitar desgostos.

Como em tudo há quem defenda este tipo de produtos e outros como a Comissão Nacional de Mercado de Valores a quem não gosta nada e os qualifique de tóxicos.

Em todo caso, penso que com a informação adequada qualquer produto pode ser útil para aumentar os rendimentos, apenas deve-se saber como, onde e quando devemos investir.

Como operar com uma baixa volatilidade no mercado de opções binárias?

Como operar com uma baixa volatilidade. Se você opera com opções binárias com certeza já está familiarizado com a volatilidade, e se ainda não começou a desfrutar das vantagens do trading esta é a sua oportunidade para aprender a operar com os melhores resultados.

Gostaria de saber mais? Pois comecemos!

Glossário do conteúdo do artigo:

O que é a volatilidade?

Quando falamos de volatilidade nos referimos à possibilidade de que nos mercados financeiros se produzam movimentos inesperados a curto prazo. De fato, o mercado de opções binárias, de modo geral, é muito volátil.

Como conceito, a volatilidade seria a variável da rentabilidade de um valor com relação a sua medida em um prazo determinado de tempo. Esta nos serve para medir, de algum modo, o tamanho ou volume das mudanças nas tendências de um valor determinado, que neste caso seriam os preços dos ativos subjacentes.

As mudanças de tendência nos indicam quão volátil é a cotação, e portanto também nos ajuda a saber quão estáveis são os preços.

Como influenciam as variações da cotação nas opções binárias? Pois é fácil, se desfrutamos de mais volatilidade termos uma falta de instabilidade e estes no permitirá ter mais oportunidades para prever as tendências aproveitando-nos dos movimentos drásticos tanto na alta quanto na baixa.

Um mercado volátil nos oferece muito mais opções de operar, e de abrir operações com êxito.

Apenas deve-se saber como controlar a volatilidade e reagir a tempo diante das mudanças de direção dos preços para tirar o máximo proveito do investimento.

Há dois tipos de volatilidade que você deveria conhecer: a implícita e a histórica.

  • A volatilidade implícita, é a que podemos estimar que terá um determinado ativo no futuro. Esta se calcula a partir dos preços atuais dos ativos e se conhece como volatilidade de mercado. Há muitos fatores inclusos na volatilidade implícita, como o preço do ativo subjacente, o do exercício, o tempo de vencimento… Inclusive as expectativas dos investidores também influencia.
  • A volatilidade histórica, é como já comentávamos no começo a que se entende como variabilidade da rentabilidade, e não do preço, de um ativo financeiro em um período de tempo em relação a uma rentabilidade média durante tal prazo de tempo.

Habitualmente, a volatilidade se costuma usar como medida para saber o risco do preço.

Em opções binárias usaremos a volatilidade para prever as mudanças das tendências dos ativos subjacentes, e saber quando poderemos obter os melhores rendimentos.

Se há muita volatilidade poderemos conseguir uma rentabilidade mais alta, pois como se dão mais variações nas cotações as operações que executemos serão de maior risco, e já sabemos como funciona este instrumento especulativo, quanto maior o risco maior a rentabilidade.

Mas, podem-se obter bons rendimentos operando também com baixa volatilidade em opções binárias? Pois bem, neste post vamos investigar.

Ainda que o ideal é operar com volatilidade sempre há momentos onde os mercados estão acalmados, mas isto não significa que não podemos tirar proveito disso.

Operar com volatilidade baixa também é possível, e se você sabe como fazê-lo poderá conseguir benefícios.

Como operar com volatilidade baixa em opções binárias?

Sabemos que operar em opções com volatilidade alta costuma ser mais simples porque com os movimentos dos preços é mais fácil detectar os suportes e resistências e saber em que momento os preços vão mudar de direção.

Isto nos facilita mais a tarefa para analisar o comportamento das cotações e tomar as decisões que mais nos convenham.

Mas o que podemos fazer naqueles momentos em que a volatilidade seja baixa? Você pode ficar esperando que a volatilidade volte a se intensificar ou seguir alguns de nossos conselhos para que possa se beneficiar do trading com opções inclusive com volatilidade baixa.

Para operar com volatilidade baixa em opções binárias você deve começar mudando o seu planejamento. Então você não poderá operar como o faz normalmente.

Desde logo, não poderá arriscar tanto como de costume, e é muito importante que você seja paciente.

Quando o mercado tem pouca volatilidade você não terá tantas oportunidades claras para investir, e pode ser que tenha que esperar mais tempo do que gostaria até encontrar a ocasião perfeita para investir.

Mas não se preocupe, você também terá opções para ganhar dinheiro.

Há muitos indicadores que nos servem para detectar as tendências dos ativos, e se você precisa operar com volatilidade baixa terá alguns indicadores como o ADX que te servirá para determinar a força de uma tendência.

Uma tendência forte seguirá durante um tempo, mas se é fraca poderá mudar de direção em qualquer momento, e isto deve ser vigiado.

Como dizíamos, o indicador ADX será de muita utilidade para controlar a situação no mercado e ver quais poderão ser os próximos movimentos para poder acertar seu investimento.

Outro indicador que se costuma usar muito, e que é útil em qualquer situação para conhecer as tendências sobre um gráfico, são as Bandas de Bollinger.

Graças às Bandas de Bollinger poderemos analisar o comportamento da tendência e saber se é de alta ou baixa.

Em opções binárias teremos duas possibilidades: as opções CALL para tendências de alta e opções PUT para tendências de baixa.

Portanto, as análises de tendência sempre serão nossa prioridade, e é importante usar as ferramentas que tenhamos à nossa disposição para conseguir que as análises sejam mais certeiras e que os resultados estejam à altura.

Como opção alternativa para operar com volatilidades baixar em opções binárias é usar os eventos financeiros. Há uma ferramenta muito útil para isto e é o calendário econômico, que nos oferecerá toda a informação que necessitamos sobre os eventos que estão por acontecer.

Em mercados pouco voláteis é importante estar preparados diante de possíveis reações, e os eventos econômicos costumam ser um detonante de mudanças bruscas.

Então ter em mãos uma ferramenta como o calendário econômico pode nos ajudar muito porque poderemos dar uma olhada em eventos passados e ver como reagiram os valores e estar preparados para as reações que poderão ter os ativos, já que em muitas ocasiões tenderão a se repetirem.

Apesar que investir em opções binárias com volatilidade baixa é mais complicado, como pode ver também terá oportunidades de fechar um bom negócio se souber estar pendente dos movimentos.

Não obstante, você também poderia aproveitar estes momentos mais tranquilos para dar uma olhada para atrás e comprovar como estão evoluindo as cotações dos ativos para ter uma ideia de como poderão fazê-lo no futuro.

Você também poderá investigar outros valores nos que você não operou ainda por falta de tempo, e aproveitar para planejar uma nova estratégia.

Para ter êxito em opções binárias é importante que os investimentos sejam rentáveis e para isso necessitaremos que a carteira esteja diversificada e que, evidentemente, os ganhos sempre superem as perdas.

É importante encontrar o equilíbrio nos investimentos, e as opções binárias te oferecem múltiplas possibilidades que te recomendaremos experimentar.

Independentemente de se você prefere investir com alta volatilidade ou com baixa volatilidade, você já pôde comprovar que no mercado de opções binárias é possível ganhar em ambas situações.

Você simplesmente deve aprender a se adaptar aos mercados e vigiar muito de perto as cotações para controlar a evolução dos preços e acertar na tendência.

O que é o Swing Trading em opções binárias

Swing Trading. Se você está familiarizado com o trading com opções binárias já sabe que existem diferentes estilos de comércio dentro de um mesmo tipo de investimento.

E isso é porque as opções binárias oferecem múltiplas formas de comércio e muita flexibilidade na hora de escolher os ativos, tipos de operações e prazos de vencimento.

Sem dúvida trata-se de um produto do mais recomendável para incluir no portfólio de qualquer investidor, seja qual for seu perfil.

Glossário do conteúdo do artigo:

Já sabemos que as opções binárias nos oferecem rendimentos muito bons e que as porcentagens de retorno estão pré-estabelecidos, então com esta informação poderemos idealizar a melhor estratégia para espremer ainda mais o nosso capital e ter os melhores resultados em cada um dos investimentos que realizemos na plataforma de trading para opções binárias.

Como vínhamos dizendo no comércio com opções se podem distinguir muitos estilos de trading. Já sabemos que nem todos os operadores atuam da mesma forma, e é por isso que sempre falamos de perfis, onde diferenciamos os traders moderados dos arriscados.

Pois bem, com o estilo de comércio ocorre o mesmo, há diferentes métodos de trading que você pode usar para se beneficiar das opções binárias, e hoje te falaremos do Swing Trading em particular. Vejamos no que consiste.

O que é o Swing Trading?

Se bem que a operativa das opções binárias é a mesma para todo mundo, dependendo do estilo de trading que você realiza provavelmente atue de uma maneira determinada, fazendo as análises de uma maneira concreta e utilizando determinadas ferramentas.

E aí é onde apreciamos as vantagens que nos oferece o comércio com opções binárias, nas múltiplas possibilidades que temos para investir como e quando queiramos.

O Swing Trading é uma técnica de investimento na que se utilizam os gráficos para analisar as cotações e detectar as tendências.

O objetivo deste sistema é detectar as tendências e segui-las para aproveitá-las em todo momento, e poderemos obter benefícios tanto se o mercado cai quanto se sobe.

A vantagem do trading com opções binárias é que se podem obter benefícios em qualquer circunstâncias, seja nas tendências de alta ou de baixa sempre teremos uma oportunidade para encerrar uma boa posição e conseguir os rendimentos.

Com a técnica do Swing você poderá investir em muitos ativos financeiros, e de fato trata-se de um sistema muito útil para operar com CFDs. Ainda que nesta ocasião aproveitaremos esta técnica para investir com êxito nas opções binárias, outro produto muito interessante.

O Swing Trading nos servirá para investir com opções binárias tanto a curto quanto médio prazo.

Ainda que o objetivo das opções binárias é mais de oferecer ao trader resultados imediatos e é por isso que muitos preferem se beneficiar destas operações para investir e ganhar no momento.

Trata-se de investir analisando as tendências dos diferentes ativos subjacentes através dos gráficos. Para isso se analisam os movimentos dos preços para encontrar tendências que estejam mais claras, e já poder atuar com mais garantia de que as operações sairão bem.

Vale destacar que o termo que faz referência a este estilo de trading «Swing» significa oscilação, e é precisamente isso o que teremos que aproveitar para investir com êxito.

Basicamente o objetivo deste estilo de comércio é negociar aproveitando-nos das oscilações dos preços e encontrando as tendências que estão em desenvolvimento, pois aí é onde poderemos ver mais claramente se a direção do preço está na alta ou baixa.

Portanto, para utilizar este sistema de trading o que teremos que fazer é analisar os movimentos dos preços dos ativos para encontrar as tendências e saber que posições abrir na plataforma de operações, se optar pelas posições de compra ou de venda.

Vamos ver então como funciona o Swing Trading na prática para poder negociar com opções binárias com os melhores resultados, ou seja, com mais benefícios e menos perdas.

Como operar Swing Trading?

Para operar Swing Trading já dissemos que o importante é jogar com as tendências para desfrutar dos benefícios.

O objetivo é operar com opções CALL quando a tendência seja de alta e operar com opções PUT quando a tendência seja de baixa. A operativa é simples, mas para acertar a direção dos preços será necessário analisar seu comportamento.

Com a técnica do Swing trading todos os operadores recorrem à análise das tendências através dos gráficos para ver as flutuações dos preços e obter vantagem com estes vaivens no valor dos diferentes ativos subjacentes.

Para levar a cabo este estilo de trading o que teremos que fazer é selecionar uns ativos que possamos analisar com certa facilidade, pois trata-se de um sistema para aqueles que não dispõem de muito tempo.

A principal característica do Swing Trading é que não devemos olhar a tendência em si, mas sim identificar a tendência principal em cada momento para saber se devemos operar a favor ou contra.

Para isso recorreremos à análise de mercado e contemplaremos tanto a possibilidade de que a tendência possa se manter no tempo como que possa se dar uma mudança em qualquer momento. Definir a tendência e ver se é estável ou não é o que nos ajudará a investir com êxito no trading com opções binárias na Internet.

Para analisar a cotação do ativo subjacente, além de observar o comportamento e evolução do seu valor através do gráfico de tendência, também será interessante se apoiar no uso de indicadores de tendência e outros osciladores.

E como não, prestar atenção aos níveis limite também será muito útil, então busque o suporte e a resistência do preço.

Tudo o que você possa fazer para definir corretamente a tendência, e que isso se traduza em benefícios para o seu bolso, será bem feito. Então comece fazendo sua análise e decida se prefere investir em tendência ou contra a tendência.

Em ambas circunstâncias você poderá obter ganhos se sabe como aproveitar disso em cada momento do trading online.

Se você quer maximizar seus rendimentos em operações binárias você não deve fazer outra coisa além de esperar e aproveitar os movimentos mais agressivos dos preços, pois aí é onde você poderá conseguir mais ganhos.

E é que as mudanças bruscas na tendência sempre são rentáveis, mas para se antecipar às reações de mercado é importante que você esteja sempre alerta e preparado para a ação.

Se atuar bem seus resultados do Swing Trading te surpreenderão.

Por outro lado, deve-se advertir que naquelas circunstâncias onde as tendências não estão definidas não é recomendável abrir nenhuma posição na plataforma de comércio, pois você estará se expondo a riscos desnecessários.

Além de que poderia interpretar mal a situação e receber sinais falsos do comércio que em vez de benefícios te poderiam trazer perdas.

Se você quer desfrutar do Swing Trading com êxito é necessário que uma vez que você realize suas análises as tendências estejam claras, e que você possa operar CALL e PUT quando corresponda para recolher os ganhos.

Então cuidado quando as tendências não estão definidas, e espere melhor para que comecem a ir em uma direção determinada para investir com êxito.

ETF ou fundo cotado – o que são e os melhores brokers para investir online

Dado que atualmente há tantos produtos financeiros entre os quais escolher hoje vamos nos focar nos ETF ou fundos cotados.

Na seguinte resenha você conhecerá o que são e como investir, assim como alguns aspectos interessantes sobre esta possibilidade de investimento.

Glossário do conteúdo do artigo:

Corretores regulados para investir em ETF

O que são os ETF?

ETF são as siglas de Exchange Trade Fund, e são um produto financeiro que se comercializou pela primeira vez nos Estados Unidos.

Ali são muito populares, e embora na Espanha e outros países, como Brasil ou Portugal , sejam um produto mais novo a verdade é que estão tendo um aceitamento muito bom entre os investidores.

Os ETFs ou fundos cotados, que é como os conhecemos aqui na Espanha, funcionam como uma combinação entre fundo de investimento e ação.

Na prática é um fundo de investimento e ao comprar participações de um ETF estaremos comprando uma cesta de valores, igualmente faríamos com um fundo de investimento de toda a vida.

Contudo, a principal diferença entre um fundo tradicional e um fundo cotado é que este cota na Bolda da mesma forma que uma ação faria.

Trata-se de uma espécie de híbrido entre fundo de investimento e ação, pois ao comprá-lo adquirimos uma cesta de valores e esta por sua vez cotará como uma ação na Bolsa de Valores.

Se você está interessado em comprar um ETF você poderá fazê-lo durante toda a sessão bursátil pois estes fundos cotam todo o dia enquanto os mercados estão abertos, do mesmo modo que as ações cotam durante o horário de atividade dos mercados.

Uma das principais vantagens dos ETF é que estes fundos replicam ao seu índice de referência.

Então você poderá comprar uma participação de um ETF e isto irá equivaler a comprar todas as ações que componham o índice de referência do fundo cotado.

Deste modo você sempre saberá o que é que está comprando, pois será uma réplica exata do índice a que faz referência. Os ETF podem, e de fato costumam, distribuir dividendos.

Para obter este valor se tem em conta alguns aspectos como as comissões de gestão e depósito, outros custos como as comissões de compra-venda das ações por parte da gestora do ETF para criar as participações, os dividendos que se pagam pelas ações e os juros que geram os dividendos ao se cobrarem e colocarem em renda fixa.

Os investidores podem adquirir participações a um preço real que se estabelece pela oferta e demanda dos mesmos, ainda que a princípio os ETFs têm um preço teórico que se obtém através de todos os fatores que acabamos de mencionar, como a cotação do índice, comissões, os dividendos

Por outro lado, a liquidez está garantida por entidades que oferecem um diferencial de compra-venda reduzido.

No caso de que o preço do ETF suba por cima do valor teórico o gestor se encarregará de comprar ações de mercado, e criar participações que venderá ao mercado para que os preços dos ETF voltem a se equilibrar.

E ao contrário, se o preço cai por baixo do teórico o gestor terá que comprar mais participações do ETF, e descompô-las para vender as ações ao mercado e estabilizar os preços.

Como dizíamos, os ETFs seguem uma evolução de acordo com o comportamento do seu índice de referência, então se o índice sobe o ETF também e vice-versa.

A vantagem dos ETFs é que não requerem investimento mínimo, e você poderá comprar tantas participações quanto quiser e mantê-las o tempo que quiser, pois também não têm data de vencimento.

Quais são as características dos ETFs?

Uma das principais vantagens, como já comentamos, sobre os ETFs é que este instrumento de investimento nos permitirá operar da mesma forma que poderíamos fazer com uma ação.

Este produto pode ser comprado e vendido facilmente, todas as vezes que quisermos durante a sessão bursátil. Não podemos classificar os ETFs como fundo nem como ação, por isso dizemos que é como um híbrido que combina aspectos de ambos.

Para que fique claro, um ETF é principalmente uma cesta de valores que está cotando no mercado, no qual terá um valor liquefativo de acordo seja o seu valor no mercado.

Para conhecer o valor real do ETF você terá que esperar até o fim da jornada, ainda que poderá comprar e vender em qualquer momento ao longo do dia.

Estas são algumas das principais características dos fundos cotados ou ETFs:

  • TRANSPARÊNCIA NO PREÇO. Como dissemos, você sempre saberá o preço do ETF, pois estará representando o índice de referência, e se você sabe que valores formam o ETF e qual é a cotação você poderá conhecer tudo com transparência total.
  • RENTABILIDADE: Um ETF poderá te oferecer uma rentabilidade tão alta quanto tenham os elementos que componham a carteira. Você poderá conseguir melhores rendimentos porque terá a possibilidade de compensar aqueles resultados ruins com os bons, e você sempre manterá um fundo cotado equilibrado.
  • OPORTUNIDADE PARA DIVERSIFICAR: E falando de equilibrado, é claro, a oportunidade de diversificar que os ETF nos oferecem é uma de suas vantagens, e é que você poderá adquirir um ETF que esteja formado por ações de diferentes setores, o que te servirá para diversificar com um único produto de investimento. Isto é muito interessante.
  • MAIOR FLEXIBILIDADE: Claro, a flexibilidade é algo que gostamos muito e a verdade é que poderemos comprar e vender ETF durante toda a sessão bursátil, então poderemos obter benefícios sem ter que esperar que finalize a jornada do dia.

Que vantagens oferecem os ETF?

Se fazemos uma comparação entre os fundos tradicionais e os ETFs poderíamos começar dizendo que a vantagem mais significativa deste é o pagamento de comissões.

No caso dos ETFs são bastante mais baratos.

Por outro lado sabemos que os ETFs cotam no mercado da mesma forma que as ações então poderemos saber em todo momento o preço de compra e venda, com transparência total.

Trata-se de um produto que se adapta facilmente às tendências do mercado.

Se bem que os riscos nunca se podem evitar ao menos temos as ferramentas para reduzi-los, e optar por ETF que estejam bem diversificados pode ser uma solução para este problema.

Um ETF cota no mercado organizado, e se comporta como uma ação que cota nos mercados e replica os movimentos dos valores de seu índice de referência.

Entre as razões para escolher os ETF para investir poderíamos destacar que nos permitem colocar na prática estratégias mais ativas de investimento, com comissões de gestão mais baixas que nos fundos de toda vida e com a possibilidade de desfrutar de uma boa diversificação.

Como se devem tributar os ETFs?

Como são similares às ações os ETFs também tributam do mesmo modo.

Deve-se ter em conta se as operações realizadas com os fundos cotados são de menos de um ano ou superiores, já que dependendo do tempo será necessário tributar pela base imposta geral ou pela de economia.

Os ganhos dos ETFs se declararão como ganhos patrimoniais.

Os intervalos impositivos serão:

  • 19% até 6.000€
  • 21% de 6.000€ até 24.000€
  • 23% para 50.000€ ou mais

Para calcular o intervalo impositivo você terá que somar os excedentes dos ETFs vendidos e somá-los aos ganhos da economia.

Pode-se ganhar na sorte com opções binárias?

Sorte com opções binárias. As opções binárias são um produto que dada a sua natureza está dando muito o que falar, sobretudo pelo parecido que muitos encontram com os jogos de azar.

De fato, há regulamentadores que não sabem exatamente como classificar o trading com opções, se como instrumentos financeiros ou como um simples jogo.

Com isto fica confirmado que muitos não chegam a compreender realmente o que são e como funcionam as opções binárias, e se temos uma visão superficial e desinformada que nada tem a ver com a realidade é possível que cheguemos a nos enganar em nossa escolha.

Glossário do conteúdo do artigo:

Desde logo, se falamos de opções binárias sabemos que se trata de um tipo de investimento onde as negociações com os preços dos ativos é o que nos fará gerar os ganhos, pelo que muitos o consideram como um comércio de tipo especulativo.

Se temos em conta sua operativa, e que no momento de executar as ordens devemos decidir entre subidas e quedas, efetivamente poderíamos pensar o que escolher entre uma opção ou outra e acertar pode ser questão de sorte. Mas isto não funciona assim.

Se você vai investir com opções binárias é importante que você conheça o produto e que você entenda que, ainda que possa parecer similar, não é nenhum jogo.

Vamos ver o que são e como funcionam as operações binárias, para que você possa se familiarizar com sua operativa.

Como funcionam as opções binárias?

No trading com opções o objetivo é prever se os preços de uma seleção de ativos sobem ou caem.

Nas plataformas de comércio poderemos ter acesso à oferta de ativos, entre os que se incluem todo tipo de ativos financeiros, conhecidos como subjecentes.

Se você quer negociar com pares de divisas estrangeiras, matérias primas, índices bursáteis ou valores das principais empresas tanto nacionais como internacionais, graças às operações com opções binárias você poderá fazê-lo sem ter que adquirir os ativos.

Para investir em opções binárias você não precisará comprar os ativos, então você não terá porque tê-los em propriedade para obter rendimentos.

Do mesmo modo, você também não terá que se preocupar com vendê-los depois.

No trading com opções binárias tudo se torna muito mais fácil, já que se «joga» – por assim dizer – com os preços, e se geram os ganhos fazendo previsões sobre as direções e acertando com as ordens realizadas.

Uma das vantagens das opções binárias é que a rentabilidade é muito alta, ainda que você também deve ser consciente dos riscos e ter claro ao que você se expõe quando envia ordens ao mercado.

Por outro lado, saber os benefícios antes de lançar o investimento no broker é bastante útil, já que assim podermos controlar o capital com mais eficiência.

O trading não é nenhum jogo

As opções binárias se conhecem popularmente como operações a tudo e nada, o que nos dá uma ideia do tipo de investimentos que são.

Este instrumento financeiro oferece a possibilidade de gerar um dinheiro extra se acertamos a tendência dos preços.

Nas opções binárias você tem duas ordens disponíveis; operar na alta e operar na queda. Tendo em conta esta operativa o trading com opções binárias pode nos servir para ganhar e para perder o dinheiro investindo em partes iguais.

Isto significando que se temos duas opções para escolher teríamos 50% de probabilidades de acertar, e de fato muitos tentam fazer previsões dos ativos para tentar a sorte.

Mas isto não deveria funcionar assim.

Como dizíamos, o trading com opções não é nenhum jogo de azar, e ainda é verdade que se poderia classificar como comércio especulativo na hora de tomar decisões sempre deveríamos ter em conta a situação dos ativos e os fatores que os rodeiam.

Portanto, deixemos claro que as opções não são nenhum jogo. Se queremos investir com êxito é necessário conhecer os ativos e como influenciam os fatores nos preços.

Deve-se entender o funcionamento do produto se queremos que as negociações sejam frutíferas.

Jogar ou negociar?

Ainda que tenhamos tentado deixar claro que o trading com opções binárias é mais um instrumento de investimento, cada qual deve fazer o que queira com seu dinheiro.

Você quer jogar? Jogue. Quer negociar? Negocie. Tudo dependerá do que você quer.

Evidentemente, tudo seria mais fácil se você toma as opções binárias como o que são, uma alternativa de comércio a mais. Infelizmente, há muita informação errônea pela Internet e não se pode chegar a ter conclusões certeiras com uma falta de conhecimento sobre o produto.

Neste trecho veremos como classificar o trading de acordo como realizemos a atividade, se como investimento ou como jogo. Então você poderá comprovar rapidamente se está negociando com um instrumento financeiro ou se não está fazendo como deveria.

Se temos em conta que jogar pode se considerar como apostar por um resultado incerto, então… por acaso estamos jogando acertar nas previsões quando negociamos com opções binárias? Realmente poderia parecer que sim.

Não obstante, deve-se ter claro se as previsões se realizam ao azar ou se foram feitas as análises oportunas para tentar investir com mais probabilidades de êxito.

Não é o mesmo investir na alta e/ou na baixa de forma aleatória experimentando a sorte do que fazê-lo depois de ter analisado a evolução dos preços para executar ordens com mais certeza.

Se você quer saber se está jogando ou negociando é interessante que você tenha em conta que:

  • Se você está negociando em um instrumento financeiro sem uma estratégia com expectativas positivas então é melhor jogar experimentando a sorte.
  • Do mesmo modo, se não pode levar a cabo um sistema que realmente tenha boas expectativas e que te possa proporcionar resultados rentáveis então estará jogando, de fato não estará investindo em um instrumento financeiro viável.

O trading com opções binárias pode ser um instrumento viável para investir o dinheiro.

Oferece altos retornos e se sabemos como minimizar os riscos pode ser um produto muito útil em qualquer carteira de investimento. Deve-se saber como controlá-las para ter êxito, está claro.

Em todo caso, poderíamos dizer que tudo depende das expectativas que tenhamos sobre as opções binárias.

Dependendo de como o tomemos poderíamos classificar as opções como instrumentos financeiros ou de investimentos ou como um mero jogo de azar.

Trading em um broker regulamentado

Independente de se você quer pensar que o trading com opções binárias é um produto com o que comerciar ou jogar ao azar, sempre recomendamos operar em um broker que esteja regulamentado.

Se fizer uma busca pela Internet você poder encontrar uma oferta de corretores que têm licença para oferecer opções binárias, e nos que você poderá operar com mais segurança.

O trading com opções binárias é um produto de alto risco pelo que ter uma conta em um broker regulamentado te ajudará a começar com certas garantias.

O êxito que você possa ter na plataforma dependerá de você, então comece pensando como você quer gerenciar seu dinheiro e faça as análises que necessite para prever corretamente a direção dos ativos e ganhar.

Há muita fraude pela rede então você deve tomar as precauções que sejam necessárias para não se deixar enganar.

As opções binárias oferecem incríveis oportunidades de negócio, mas nem todo mundo é capaz de ter o mesmo êxito, então antes de nada planeje-se se e é o que está buscando.

E não jogue com seu dinheiro ao azar, faça investimentos sérios e você se sairá melhor.

Os melhores corretores de opcoes binarias 2020:
  • FinMax
    FinMax

    O melhor corretor!
    Conta demo gratuita e treinamento para iniciantes!
    Inscreva-se bonus!

  • Binomo
    Binomo

    Corretor de opcoes binarias confiavel! Boa resposta!

Quanto você pode ganhar em opções binárias?
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: