Análise técnica uma cartilha

Os melhores corretores de opcoes binarias 2020:
  • FinMax
    FinMax

    O melhor corretor!
    Conta demo gratuita e treinamento para iniciantes!
    Inscreva-se bonus!

  • Binomo
    Binomo

    Corretor de opcoes binarias confiavel! Boa resposta!

Análise técnica: uma cartilha

CORRETOR OFERTA DISPOSITIVOS COMÉRCIO AGORA / REVISÃO
Ativos: 250+
Min. Comércio: $1
Pagamentos de 1 dia
*Taxa de retorno: 92%
Revisão da opção IQ
Sistema de pagamento OFERTA DISPOSITIVOS COMÉRCIO AGORA / REVISÃO
Trabalhar com
Corretores de Forex e Opções

A análise técnica é o estudo de dados de mercado anteriores para prever a direção dos movimentos futuros de preços. A metodologia é considerada um subconjunto de análises de segurança, juntamente com análises fundamentais. Aqui vamos ver como usar a análise técnica no dia de negociação.

Geralmente contrasta com a análise fundamental, que pode ser aplicada tanto no nível microeconômico quanto no macroeconômico. A análise fundamental em nível micro inclui o estudo de receitas, custos, ganhos, ativos e passivos, estrutura de capital e elementos “suaves” (qualidade da equipe de gerenciamento, posição competitiva).

A análise fundamental em nível macro envolve o estudo ou previsão de crescimento econômico, inflação, ciclos de crédito, tendências de taxas de juros, fluxos de capital entre países, utilização de mão-de-obra e recursos e sua ciclicidade, tendências demográficas, banco central e políticas e comportamentos políticos, questões geopolíticas, tendências de consumidores e negócios e dados “suaves” (por exemplo, pesquisas de opinião ou confiança).

Alguns traders podem se especializar em um ou outro, enquanto outros empregam os dois métodos para informar suas decisões de negociação e investimento.

A maioria dos grandes bancos e corretoras possui equipes especializadas em análises fundamentais e técnicas. Em geral, quanto mais informações de qualidade forem obtidas para melhorar as chances de acertar, melhores os resultados das negociações provavelmente serão.

Os analistas técnicos costumam ser chamados de cartistas, o que reflete o uso de gráficos que exibem dados de preço e volume para identificar tendências e padrões para analisar valores mobiliários. Os padrões de preços podem incluir suporte, resistência, linhas de tendência, padrões de velas (por exemplo, cabeça e ombros, reversões), médias móveis e indicadores técnicos.

Premissas em Análise Técnica

Embora alguns traders e investidores usem análises técnicas e fundamentais, a maioria tende a cair em um campo ou outro ou, pelo menos, depende muito mais de um para tomar decisões comerciais.

Os analistas técnicos confiam na metodologia devido a duas crenças principais – (1) o histórico de preços tende a ser cíclico e (2) preços, volume e volatilidade tendem a ocorrer em tendências distintas.

Vamos analisar cada um individualmente:

Os melhores corretores de opcoes binarias 2020:
  • FinMax
    FinMax

    O melhor corretor!
    Conta demo gratuita e treinamento para iniciantes!
    Inscreva-se bonus!

  • Binomo
    Binomo

    Corretor de opcoes binarias confiavel! Boa resposta!

Ciclicidade do mercado

Sendo a natureza humana o que é, com características comportamentais comumente compartilhadas, a história do mercado tende a se repetir. A sequência de eventos não é capaz de se repetir perfeitamente, mas os padrões são geralmente semelhantes. Eles podem assumir a forma de comportamento de preços de longo ou curto prazo.

A longo prazo, os ciclos de negócios são inerentemente propensos a se repetirem, como impulsionados por booms de crédito, onde a dívida aumenta insustentável acima da renda por um período e, eventualmente, resulta em dificuldades financeiras quando não há dinheiro suficiente para atender a essas dívidas. Isso tende a resultar em ganhos progressivos lentos em ações e outras operações de risco (por exemplo, carry trading ) durante uma expansão e uma queda acentuada em uma recessão.

Os técnicos acreditam implicitamente que os participantes do mercado tendem a repetir o comportamento do passado devido à sua natureza coletiva e padronizada. Se o comportamento é realmente repetitivo, isso implica que ele pode ser reconhecido observando os dados anteriores de preço e volume e usado para prever padrões de preços futuros. Se os comerciantes puderem localizar oportunidades em que é provável que o comportamento se repita, eles poderão identificar negócios onde o risco / recompensa corre a seu favor.

Assim, existe a suposição inerente à análise técnica de que o preço de um mercado desconta todas as informações que influenciam um determinado mercado. Embora eventos fundamentais impactem os mercados financeiros, como notícias e dados econômicos, se essas informações já forem refletidas imediata ou imediatamente nos preços dos ativos após o lançamento, a análise técnica se concentrará na identificação de tendências de preços e na medida em que os participantes do mercado valorizam determinadas informações.

Por exemplo, se os dados de inflação do IPC dos EUA chegarem a um décimo de porcentagem mais alto do que o preço do mercado antes do comunicado de imprensa, podemos voltar ao quão sensível o mercado é a essas informações, observando como os preços dos ativos reagem imediatamente a seguir.

Se os futuros das ações dos EUA caírem X%, o índice do dólar aumentar Y% e o rendimento do Tesouro dos EUA em 10 anos aumentar Z%, podemos ter uma idéia de como esses insumos econômicos afetam determinados mercados. Conhecer essas sensibilidades pode ser valioso para fins de teste de estresse como uma forma de gerenciamento de riscos. Por exemplo, se a inflação subir inesperadamente 1%, podemos usar pontos de dados referentes a leituras de inflação surpresa para determinar como o portfólio pode ser afetado.

Preço, volume e volatilidade são executados em tendências distintas

Outra suposição por trás da análise técnica (e de todas as análises de valores mobiliários de maneira mais ampla) é que o preço não se move de acordo com uma “caminhada aleatória” ou de acordo com nenhum padrão lógico ou discernível. Pelo contrário, ele se move de acordo com as tendências que são explicáveis ​​e previsíveis.

Por exemplo, se olharmos para um gráfico do EUR / USD de meados de 2020 a meados de 2020, podemos ver como a análise técnica desempenhou um papel, observando o suporte e a resistência no contexto da tendência. Depois que o euro começou a se depreciar em relação ao dólar americano devido a uma divergência na política monetária em meados de 2020, os analistas técnicos poderiam ter negociado rapidamente uma retração aos níveis de resistência no contexto da tendência de baixa (marcado com setas na imagem abaixo). Depois que a tendência se desvaneceu e o mercado entrou em consolidação, um técnico pode ter optado por jogar na faixa e começar a tomar compros no suporte enquanto fechava quaisquer posições curtas pré-existentes.

Características

Originalmente, a análise técnica era basicamente uma questão de “ler a fita” ou interpretar o fluxo sucessivo e a magnitude dos dados de preço e volume por meio de cotações de ações. À medida que os computadores se tornaram mais difundidos na década de 1970, os dados foram compilados em forma de gráfico e se tornaram o ponto de referência padrão do técnico.

O reconhecimento de padrões gráficos e análise de barras (ou castiçal posterior) foram as formas mais comuns de análise, seguidas de análise de regressão, médias móveis e correlações de preços. Hoje, o número de indicadores técnicos é muito mais numeroso. Qualquer pessoa com conhecimento de codificação relevante para o programa de software pode transformar dados de preço ou volume em um indicador de interesse específico.

Embora a análise técnica sozinha não possa prever total ou precisamente o futuro, é útil identificar tendências, tendências comportamentais e possíveis descasamentos na oferta e na demanda, onde possam surgir oportunidades de negociação.

Abordagens Analíticas

Existem várias maneiras de abordar a análise técnica. O método mais simples é através de um gráfico básico de preços de velas, que mostra o histórico de preços e a dinâmica de compra e venda de preços dentro de um período especificado.

(Gráfico semanal de preços de velas do S&P 500)

Outros empregam uma tabela de preços junto com indicadores técnicos ou usam formas especializadas de análise técnica, como a teoria das ondas de Elliott ou harmônicas, para gerar idéias comerciais. Alguns usam partes de vários métodos diferentes. Ao mesmo tempo, os comerciantes devem resistir à idéia de “sobrecarga de informações” ou gráficos desordenados com tantos indicadores e linhas que isso começa a impactar negativamente a capacidade de ler o gráfico.

Os traders podem julgar subjetivamente suas chamadas comerciais, evitando a necessidade de negociar com base em uma abordagem restritiva baseada em regras, dada a singularidade de cada situação.

Outros só podem negociar quando certas regras se aplicam uniformemente para melhorar a objetividade de suas operações e evitar que preconceitos emocionais afetem sua eficácia.

Tipos de gráficos

Castiçal

Os gráficos de velas são a forma mais comum de criação de gráficos no software atual. Verde (ou às vezes branco) é geralmente usado para representar velas de alta, onde o preço atual é mais alto que o preço de abertura. Vermelho (ou às vezes preto) é comum para velas de baixa, onde o preço atual está abaixo do preço de abertura.

Ele mostra a distância entre os preços de abertura e fechamento (o corpo da vela) e o intervalo diário total (da parte superior do pavio à parte inferior do pavio).

(Castiçal mostrando movimento para cima e para baixo no índice S&P 500)

Abrir-Alto Baixo-Fechar

Um gráfico de velas é semelhante a um gráfico aberto-alto, baixo-fechamento, também conhecido como gráfico de barras. Mas, em vez de o corpo da vela mostrar a diferença entre o preço de abertura e o de fechamento, esses níveis são representados por marcas de escala horizontais. A marca de preço de abertura aponta para a esquerda (para mostrar que veio do passado) enquanto a outra marca de preço aponta para a direita.

Linha

Um gráfico de linhas conecta pontos de dados usando uma linha, geralmente a partir do preço de fechamento de cada período.

Área

Um gráfico de áreas é essencialmente o mesmo que um gráfico de linhas, com a área abaixo dele sombreada. Isso é feito principalmente para visualizar mais facilmente o movimento dos preços em relação a um gráfico de linhas.

Heiken-Ashi

Os gráficos Heiken-Ashi usam castiçais como meio de plotagem, mas adotam uma formulação matemática diferente de preço. Em vez do procedimento padrão de velas convertidas a partir de critérios básicos aberto-alto-baixo-fechamento, os preços são suavizados para indicar melhor a ação do preço de tendência de acordo com esta fórmula:

  • Abrir = (Abrir da barra anterior + Fechar da barra anterior) / 2
  • Fechar = (Aberto + Alto + Baixo + Fechado) / 4
  • Alto = Mais alto, Alto ou Aberto
  • Baixo = Menor de Baixo, Aberto ou Fechado

Termos comuns

Intervalo verdadeiro médio – o intervalo durante um determinado período de tempo, geralmente diariamente.

Breakout – Quando o preço viola uma área de suporte ou resistência, geralmente devido a um aumento notável no volume de compra ou venda.

Ciclo – Períodos em que a ação do preço deve seguir um determinado padrão.

Salto de gato morto – Quando o preço cai em um mercado em queda, pode haver um aumento no preço, quando os compradores acreditam que o ativo é barato ou que as vendas são exageradas. No entanto, quando os vendedores pressionam ainda mais o mercado, o feitiço de compra temporário passa a ser conhecido como um salto de gato morto.

Teoria da Dow – Estuda a relação entre o Dow Jones Industrial Average (um índice composto por 30 conglomerados multinacionais dos EUA) e o Dow Jones Transportation Average. Os defensores da teoria afirmam que, uma vez que um deles tende em uma determinada direção, é provável que o outro siga. Muitos comerciantes rastreiam o setor de transporte, uma vez que ele pode lançar insights sobre a saúde da economia. Um alto volume de remessas e transações de mercadorias é indicativo de que a economia está em boas condições. Um indicador semelhante é o Índice do Báltico a Seco .

Doji – Um tipo de vela caracterizado por pouca ou nenhuma alteração entre o preço de abertura e fechamento, mostrando indecisão no mercado.

Teoria das ondas de Elliott – a teoria das ondas de Elliott sugere que os mercados passam por períodos cíclicos de otimismo e pessimismo que podem ser previstos e, portanto, propícios para oportunidades de negociação.

Razões de Fibonacci – Números usados ​​como guia para determinar suporte e resistência.

Harmônicos – O comércio harmônico é baseado na idéia de que os padrões de preços se repetem e os pontos de viragem no mercado podem ser identificados por meio de seqüências de Fibonacci.

Momentum – A taxa de mudança de preço em relação ao tempo.

Ação do preço – O movimento do preço, conforme representado graficamente através de um gráfico de um mercado específico.

Resistência – Um nível de preço em que uma preponderância de ordens de venda pode ser localizada, fazendo com que o preço salte do nível para baixo. Atividade de compra suficiente, geralmente devido ao aumento de volume, é frequentemente necessária para violá-la.

Retrocesso – Uma reversão na direção da tendência prevalecente, que deve ser temporária, geralmente para um nível de suporte ou resistência.

Suporte – Um nível de preço em que uma magnitude mais alta de ordens de compra pode ser efetuada, fazendo com que o preço salte do nível para cima. O nível não será mantido se houver atividade de vendas suficiente superior à atividade de compra.

Tendência – movimento de preços que persiste em uma direção por um período prolongado de tempo.

Indicadores de análise técnica

Os indicadores técnicos envolvem alguma transformação estatística ou aritmética dos dados de preço e / ou volume para fornecer descrições matemáticas de movimento para cima / baixo, níveis de suporte e resistência, momento, tendência, desvios de uma tendência central, razão (es), correlação (s), entre outras delimitações. Alguns indicadores também descrevem sentimentos, como juros curtos, volatilidade implícita, taxas de venda / compra, “medo” ou “ganância” e assim por diante.

Os indicadores técnicos se enquadram em algumas categorias principais, incluindo preço, volume, largura, sobreposições e não gráficos.

Com base no preço

Índice Direcional Médio (ADX) – Mede a força da tendência com base em valor absoluto.

Classificação Média de Movimento Direcional (ADXR) – Mede a taxa de mudança em uma tendência.

Índice de canais de commodities (CCI) – identifica novas tendências ou condições cíclicas.

Coppock Curve – indicador Momentum, inicialmente destinado a identificar fundos nos índices de ações como parte de uma abordagem de negociação de longo prazo.

MACD – Plota o relacionamento entre duas médias móveis separadas; concebido como um indicador de seguimento do momento.

Momentum – A taxa de variação do preço em relação ao tempo.

Média Móvel – Uma média ponderada de preços para indicar a tendência em uma série de valores.

Índice de Força Relativa (RSI) – Oscilador de momento padronizado para uma escala de 0 a 100 projetada para determinar a taxa de alteração em um período de tempo especificado.

Oscilador estocástico – mostra o preço atual do título ou do índice em relação aos preços alto e baixo de um intervalo definido pelo usuário. Usado para determinar condições de mercado de sobrecompra e sobrevenda.

Trix – Combina para mostrar tendência e impulso.

Baseado em volume

Índice de fluxo de dinheiro – mede o fluxo de dinheiro dentro e fora de um estoque durante um período especificado.

Índice de volume negativo – desenvolvido para entender quando o “dinheiro inteligente” está ativo, pressupondo que o dinheiro inteligente seja mais ativo em dias de baixo volume e não tão ativo em dias de alto volume. O indicador foca no nível diário quando o volume diminui em relação ao dia anterior.

Volume na balança – Usa o volume para prever alterações subseqüentes no preço. Os defensores do indicador dão credibilidade à ideia de que, se o volume mudar com uma reação fraca no estoque, é provável que o movimento de preço ocorra.

Índice de volume positivo – normalmente usado juntamente com o índice de volume negativo, o indicador é projetado para mostrar quando os investidores institucionais são mais ativos sob a premissa de que eles provavelmente compram ou vendem quando o volume é baixo. Concentra-se nos dias em que o volume está acima do dia anterior.

Acumulação / distribuição de Williams – analisa as divergências entre preço (ou índice) de segurança e fluxo de volume. Isso foi desenvolvido para determinar quando os comerciantes estão acumulando (comprando) ou distribuindo (vendendo). Por exemplo, quando o preço faz uma nova baixa e o indicador também não faz uma nova baixa, isso pode ser tomado como uma indicação de que a acumulação (compra) está ocorrendo.

Largura

Os indicadores de largura determinam quão forte ou superficial é a movimentação do mercado.

Linha de recuo antecipado – mede quantas ações avançaram (ganharam valor) em um índice versus o número de ações que caíram (valor perdido). Se um índice ganhou valor, mas apenas 30% das ações estão em alta, mas 70% estão em baixa ou são neutros, isso é uma indicação de que a compra provavelmente ocorre apenas em determinados setores, em vez de ser positiva em relação a todo o mercado.

Se 98% das ações estão em alta, mas apenas 2% estão em baixa ou são neutros na abertura do mercado, é uma indicação de que o mercado pode estar mais sem tendência e que as estratégias de negociação de “reversão à média” podem ser mais eficazes. No entanto, se um avanço / declínio desigual persistir, isso pode significar que o mercado pode estar em tendência.

Índice de armas (também conhecido como TRIN) – combina o número de ações que avançam ou diminuem com seu volume, de acordo com a fórmula:

(número de estoques avançados / número de estoques em declínio) / (volume de estoques avançados / volume de estoques em declínio)

Um valor abaixo de 1 é considerado de alta; um valor acima de 1 é considerado de baixa. O volume é medido no número de ações negociadas e não nos valores em dólar, que é uma falha central no indicador (favorece ações de menor preço por ação, que podem ser negociadas em maior volume). Ainda é exibido no pregão da Bolsa de Valores de Nova York.

Oscilador McClellan – Toma uma proporção das ações que avançam menos as ações em declínio em um índice e usa duas médias ponderadas separadas para chegar ao valor. Melhor usado quando o preço e o oscilador estão divergindo. Por exemplo, quando o preço está fazendo uma nova baixa, mas o oscilador está fazendo uma nova alta, isso pode representar uma oportunidade de compra. Por outro lado, quando o preço está atingindo uma nova alta, mas o oscilador está atingindo uma nova baixa, isso pode representar uma oportunidade de venda.

Sobreposições

Os indicadores de sobreposição são colocados sobre o gráfico de preços original.

Bandas de Bollinger – Usa uma média móvel simples e plota duas linhas, dois desvios padrão acima e abaixo dela para formar um intervalo. Freqüentemente usado por traders que usam uma estratégia de reversão média, na qual o preço que se move acima ou abaixo das faixas é “esticado” e, potencialmente, espera-se que revertam para dentro das faixas.

Canal – Duas linhas de tendência paralelas definidas para visualizar um padrão de consolidação de uma direção específica. Uma fuga acima ou abaixo de um canal pode ser interpretada como um sinal de uma nova tendência e uma potencial oportunidade de negociação.

Linhas de Fibonacci – Uma ferramenta de suporte e resistência geralmente criada pela plotagem do indicador a partir da alta e da baixa de uma tendência recente.

Ichimoku Cloud – Projetado para ser um indicador “tudo em um” que oferece suporte e resistência, momento, tendência e gera sinais de negociação.

Média Móvel – Uma linha de tendência que muda com base em novas entradas de preço. Por exemplo, uma média móvel simples de 50 dias representaria o preço médio dos últimos 50 dias de negociação. As médias móveis exponenciais pesam a linha mais fortemente em relação aos preços recentes.

Parabólica SAR – Destina-se a encontrar padrões de reversão de curto prazo no mercado. Geralmente recomendado apenas para mercados de tendências.

Pontos de articulação – Níveis de suporte e resistência determinados a partir de ontem, aberto, alto, baixo e próximo. Normalmente usado por day traders para encontrar possíveis níveis de reversão no mercado.

Linha de tendência – uma linha inclinada formada a partir de dois ou mais picos ou vales no gráfico de preços. Uma quebra acima ou abaixo de uma linha de tendência pode ser indicativa de uma quebra.

Não baseado em gráficos

Nem todas as análises técnicas são baseadas em gráficos ou transformações aritméticas de preço. Alguns analistas técnicos confiam em pesquisas baseadas em sentimentos de consumidores e empresas para avaliar onde o preço pode estar indo.

Quando o sentimento do investidor é forte de uma maneira ou de outra, as pesquisas podem atuar como um indicador contrário. Se o mercado é extremamente otimista, isso pode ser considerado um sinal de que quase todo mundo está totalmente investido e poucos compradores permanecem à margem para aumentar ainda mais os preços. Isso pode sugerir que os preços estão mais inclinados a cair. Ou, no mínimo, o risco associado a ser um comprador é maior do que se o sentimento fosse inclinado de outra maneira.

Primeiros passos para fazer uma análise técnica sobre ações cotadas

A análise técnica é bem conhecida, especialmente por aqueles que começam pela primeira vez no mercado de ações. Há muitas dúvidas sobre como começar e com que plataforma fazer isso. Em algumas etapas simples, veremos o que devemos levar em conta e quais são as principais ferramentas usadas para analisar o gráfico de uma ação usando a plataforma Clicktrade. A primeira coisa que devemos levar em conta é o ativo que queremos analisar e o volume que negocia diariamente. Uma vez que sabemos o tamanho e a liquidez da empresa, precisamos saber quanto da nossa operação estamos dispostos a perder.

Quando fazemos uma análise técnica, definimos os níveis de preço no gráfico, por isso devemos sempre ter em mente a perda máxima possível por transação, bem como os benefícios esperados.

Uma vez que tenhamos claro o tamanho da empresa e nosso risco por operação, temos que esclarecer qual é o nosso horizonte de investimento, ou seja, por quanto tempo achamos que temos a operação em aberto. Embora às vezes marcamos os níveis e a operação possa ser aberta o quanto for necessário (até que o preço atinja certos níveis), é importante saber se o nosso objetivo é, em princípio, para os próximos minutos, próximas horas ou mesmo dias ou meses Quanto menor o nosso espaço temporário, mais temos que especificar o gráfico.

O que ter em conta para começar com a análise técnica?

  • Espaço temporal dos gráficos: Vá de um espaço temporário maior para gráficos menores (mensal, semanal, diário e finalmente intradiário, se necessário)
  • Escaladográfico: geralmente usaremos a escala logarítmica
  • Tipodefigura: podemos usar gráficos de linhas, barras, velas japonesas … Neste exemplo, vamos usar gráficos com velas japonesas, porque eles nos dão mais informações do que o gráfico de linhas.
  • Não saturar os gráficos com muita informação.
  • Dividendos: É conveniente saber se o gráfico inclui dividendos ou não no momento de fazer a análise com preços históricos.

Para começar, a primeira coisa é ter uma plataforma que permita análises técnicas avançadas. Devemos ter em mente o seguinte:

  • Espaço temporal: ir de um espaço temporário maior para um menor (mensal, semanal, diário, intradiário)
  • Tendência: com médias móveis de 200 e 50
  • MACD
  • RSI
  • Último máximo / mínimo e ver se eles estão aumentando ou diminuindo
  • Zonas Resistência e suporte
Se quiser aprender mais sobre Análise técnica, pode fazer download do nosso manual de gratuitamente

Análise técnica passo a passo

Primeiro nós selecionamos o espaço temporal:

Começamos com o gráfico em que cada vela representa um período de tempo, neste caso cada vela representa um mês.

Como o fundo preto eu não gosto, na configuração da plataforma, decido colocar um fundo branco e remover as linhas que formam uma grade, para não saturar o gráfico com linhas.

análise técnica sobre ações cotadas: Como incluir indicadores

Assim que tivermos o gráfico mensal, incluímos as médias de 200 e 50 periodos.

Na mesma secção, você pode incluir os indicadores desejados. Em nosso exemplo, incluiremos o MACD e o RSI. Ao exibir a lista de indicadores, podemos selecioná-los e configurá-los de acordo com nossos critérios.

Por exemplo, ao selecionar o SMA (Simple Moving Average), encontramos este painel:

Neste painel, vemos que podemos escolher qual gráfico aplicar, que neste caso escolhemos o gráfico INDITEX.

Além disso, como detalhes de cálculo, podemos escolher se queremos aplicar a média nas últimos 10 períodos, 50 ou 200, dependendo de como queremos configurá-lo. A média pode ser calculada sobre o preço de fecho, na abertura, no máximo ou no mínimo.

Então podemos editar coisas como a cor, a largura ou se queremos a área que a linha traça para nos pintar de alguma cor.

Escolhemos o período de 50 e 200 sessões. No gráfico mensal, a média móvel de 200 dias não aparece porque não há dados suficientes. Mas então vamos ver isso em gráficos com prazos mais curtos, se ele aparecer.

Comparar gráficos de empresas cotadas

Quanto aos indicadores de força relativa, podemos fazer um estudo comparativo da evolução do preço de uma empresa em relação a outra, como um de seus concorrentes.

Para isso, podemos adicionar um gráfico em um que já tenhamos aberto e ver qual dos dois está fazendo melhor:

Primeiro adicionamos o gráfico:

Em segundo lugar, escolhemos a empresa que queremos comparar e podemos personalizar as cores e estilos dos gráficos.

Neste caso, comparamos a Inditex com a H&M:

Gráfico mensal Inditex versus H & M

Gráficos de análise técnica

Quando tivermos claro de onde estão os indicadores, os incluímos em nosso gráfico:

Depois de incorporar tudo, é hora de fazer um balanço da situação de cada indicador.

  • Tendência: A cotação mostra uma clara tendência ascendente, uma vez que as sessões do MM50 têm uma inclinação positiva e os preços são cotados acima dela.
  • Máximo / mínimo: O máximo e mínimo por enquanto estão aumentando, esperando para exceder os recentes máximos em € 35.
  • Volume: O volume de Inditex é suficientemente alto, por isso não teremos problemas ao entrar ou sair do valor devido a sua alta liquidez.
  • Indicador MACD: O MACD é cortado para baixo, o que é um pouco negativo. Embora seja verdade que, se vemos o histograma (diferença entre as médias do MACD), ele está reduzindo seu diferencial, que está se aproximando de cortar para cima. No momento, vamos tomar isso como algo negativo, até que ocorra o corte para cima.
  • Indicador RSI (Força relativa): Se estiver abaixo de 30, está subvalorizado e se estiver acima de 70, está supervalorizado. Neste caso, é mais próximo de 70 do que 30, por isso vamos tomá-lo com cautela. Podemos apontar para uma divergência, que explicaria a possibilidade de ter encontrado um piso para continuar a tendência ascendente após a última correção sofrida:

Conclusão gráfica mensal Inditex

  • Tendência: +
  • MínimoMáximo: +
  • MACD: –
  • RSI: neutro

Gráfico semanal da Inditex com a plataforma Clicktrade

No gráfico semanal e diário, considero-os os mais importantes para uma avaliação que leva em consideração as próximas semanas ou meses. Neste gráfico, começaremos a desenhar linhas de tendência, suportes e resistências para a maior quantidade de dados lançados. Eu removo o volume porque não o considero representativo neste gráfico, é muito estável e não o vejo indicando algo “relevante”.

Nesse gráfico eu desenhei várias linhas horizontais porque vejo uma relevância maior do que as possíveis diretrizes (unindo mínimo ou máximo).

O preço está atualmente em um nível de resistência (€ 31.051) e a próxima resistência é o máximo histórico (€ 35.375), pois é uma zona de congestionamento onde a oferta claramente excedeu a procura, e este fato pode ser repetido. .

Relativamente à área de apoio, encontramos vários níveis em que o dinheiro entrou impedindo que o nível de 27 € se perdesse. Por isso, seria um nível de referência importante, pelo número de vezes que o preço se aproximou sem perdê-lo.

Os seguintes suportes estão em € 23,81 (uma resistência anterior se torna um suporte futuro) e na área de € 19,28, que é o último mínimo relativo considerável.

  • Tendência: Lateral, a média de 50 sessões é completamente plana, o preço está contido em um canal claramente identificado.
  • IndicadorRSI: está na zona neutra
  • MACD: é cortado para cima, o que implicaria que o movimento de alta poderia ter continuidade

Conclusão do gráfico semanal

  • Tendência: neutra
  • MínimoMáximo: neutro
  • MACD: +
  • RSI: neutro

Gráfico diário da Inditex

A situação da Inditex no gráfico diário, de acordo com os padrões que estamos seguindo, nos diz que a curto prazo é lateral, embora tenhamos 3 níveis muito importantes para poder operá-los. Os indicadores no gráfico diário são neutros. Esta análise poderia continuar a escalar no gráfico de 4 horas, 1 hora e até mesmo alguns minutos se o nosso objetivo for intradiário.

Os três níveis a serem considerados são:

  • Preço atual: por estar em zona de resistência (€ 31.051)
  • Resistência: Poderia ser o próximo alvo (€ 35.375)
  • Suporte: se você não consegue superar esse nível atual, você pode retornar para níveis de € 27

Gráfico intradiário de conclusão

  • Tendencia: neutral
  • Máximos Mínimos: neutral
  • MACD: neutral
  • RSI: neutral

Análise técnica sobre ações cotadas: Conclusões Finais

Por fim, faríamos um pequeno resumo com os dados mais relevantes que obtivemos, algo assim:

Se juntar-mos esses poucos parâmetros que estamos seguindo, o resultado é entre lateral e de alta, então se você superar essa resistência em que está atualmente, a meta pode ser de € 35, mas se o mercado estiver a consolidar, e ele cai, o próximo nível a ter em conta seria 27 €.

Este artigo não se baseia em dar uma recomendação ou uma projeção, mas em explicar como, com alguns passos simples, uma metodologia de investimento pode ser realizada, que em qualquer caso deve ser acompanhada de uma análise da situação do mercado em geral. De dados fundamentais da empresa, desde que a médio ou longo prazo, não será que estamos comprando uma empresa supervalorizada.

Análise Técnica

Análise Técnica é o estudo das movimentações de preço buscando encontrar padrões que já se repetiram no passado no intuito de traçar possibilidades futuras. É uma técnica utilizada por traders e investidores que buscam encontrar oportunidades de ganhos.
Temos um time de analistas de peso na XP que ficam rastreando o mercado incessantemente nessa busca. Eles emitem relatórios de análises, fazem recomendações e ficam ao-vivo durante o pregão na Arena do Investidor.

Os melhores corretores de opcoes binarias 2020:
  • FinMax
    FinMax

    O melhor corretor!
    Conta demo gratuita e treinamento para iniciantes!
    Inscreva-se bonus!

  • Binomo
    Binomo

    Corretor de opcoes binarias confiavel! Boa resposta!

Quanto você pode ganhar em opções binárias?
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: