Análise técnica ou fundamental Conheça as diferenças

Os melhores corretores de opcoes binarias 2020:
  • FinMax
    FinMax

    O melhor corretor!
    Conta demo gratuita e treinamento para iniciantes!
    Inscreva-se bonus!

  • Binomo
    Binomo

    Corretor de opcoes binarias confiavel! Boa resposta!

MattOption

Hoje, adotamos dois dos métodos mais populares de análise de mercado para nossa oficina. Em uma das primeiras lições, eu informei inicialmente sobre a análise técnica e fundamental, mas hoje eu gostaria de ampliar um pouco esse tópico e fornecer os prós e contras de cada um desses métodos. No começo, informo que sou um defensor da análise técnica e baseio minhas transações principalmente nela. Não sou especialista em investir em eventos macroeconômicos, embora esteja bem ciente de quão lucrativo pode ser o uso do calendário econômico.

Análise técnica – Está investindo com a ajuda de todas as ferramentas técnicas à nossa disposição. Começando com indicadores e terminando com linhas de desenho no gráfico para nos ajudar a determinar a tendência. A vantagem da análise técnica é uma apresentação muito descritiva do mercado, o que facilita a compreensão da situação atual do mercado. Na minha opinião, se você é iniciante ou nunca investiu, a análise técnica é para você. Infelizmente, a desvantagem é que os indicadores são apenas o efeito do movimento dos preços. Muitas vezes, os resultados são calculados, o que significa que obtemos um sinal de transação potencial com um atraso considerável.

  • Apresentação Descritiva do Mercado
  • Oportunidade de encontrar oportunidades de investimento a qualquer momento
  • Uma maneira fácil de verificar a eficácia das estratégias na história
  • Os indicadores são derivados do preço
  • Geralmente, a eficiência do índice é 50%, portanto você sempre precisa adicionar um pouco do seu conhecimento

Análise Fundamental – Neste caso, não estamos completamente interessados ​​em nenhum indicador. Contamos apenas com informações que fluem da mídia pública. Ou seja, assistimos a notícias, lemos o que está acontecendo no Twitter e, acima de tudo, verificamos o calendário econômico. Encontramos eventos de peso variado – devemos nos interessar apenas por eventos marcados por três cabeças de touro ou aqueles cujo nível de “validade” é definido como “alto / alto”. Apenas esta informação tem um forte impacto no mercado.

A vantagem deste método é o tempo de resposta muito rápido. Podemos comprar ou vender o ativo logo após o anúncio das informações relevantes. Não há atraso aqui, como é o caso da análise técnica. A desvantagem, infelizmente, é que temos um número limitado de sinais potenciais dentro de um mês. E, claro, é muito mais difícil acompanhar as notícias, ler as declarações dos presidentes e, em geral, estar sempre atualizado. No entanto, isso deve ser feito e você pode realmente ganhar muito em uma transação, se soubermos o que fazer.

  • No caso de uma transação bem sucedida, você pode realmente ganhar muito
  • A capacidade de planejar a posição por muitos meses à frente
  • Você precisa estar atualizado com o mercado
  • É muito mais difícil verificar a eficácia

A diferença entre Análise Técnica e Análise Fundamentalista

Entenda a diferença entre análise técnica e análise fundamentalista e como elas podem ajudá-lo a investir melhor no mercado de ações e bolsa de valores.

Muito se fala das teorias de análise fundamentalista e análise técnica (gráfica) para tentar prever o comportamento dos preços das ações e identificar oportunidades de investimento. Diferente do que muitos dizem, as análises fundamentalista e a gráfica não são antagônicas, mas sim complementares.

Entender o funcionamento de cada uma dessas poderosas ferramentas serve para ajudar o investidor na hora de escolher uma ação e na hora de determinar a sua estratégia para investir no mercado financeiro. Mas então qual é, afinal, a diferença entre a análise fundamentalista e a análise técnica? Vamos começar com um pouco do conceito básico e da história dessas duas escolas.

A Análise Fundamentalista
A análise fundamentalista se configura com a mais tradicional das duas, sendo utilizada há mais tempo e considerada de mais confiança entre os analistas de mercado. Ela se compõe pelo conjunto de estudos e análises debruçados nos fundamentos macro e microeconômicos das empresas que operam no mercado.

Esta abordagem parte, portanto, de dados econômicos e financeiros provenientes do entorno econômico no qual a empresa atua e dos próprios resultados operacionais decorrentes de sua atividade para se medir como vai seu desempenho.

Os melhores corretores de opcoes binarias 2020:
  • FinMax
    FinMax

    O melhor corretor!
    Conta demo gratuita e treinamento para iniciantes!
    Inscreva-se bonus!

  • Binomo
    Binomo

    Corretor de opcoes binarias confiavel! Boa resposta!

Os conceitos básicos da Análise Fundamentalista remontam ao próprio início do estudo econômico e contábil. Não obstante, essa abordagem começou a ser utilizada com o foco de maximizar investimentos no mercado de capitais apenas no final do século XIX.

Um dos grandes expoentes dessa escola foi o economista Benjamin Graham (1894 – 1976), que além de estudar os fundamentos das empresas em seus próprios investimentos foi um grande organizador e acadêmico do arcabouço conceitual utilizado até hoje na Análise Fundamentalista.

Um de seus maiores discípulos é o multibilionário americano Warren Buffett, que é largamente reconhecido por ganhar muito dinheiro utilizando a Análise Fundamentalista em estratégias “buy and hold”, ou seja, avaliar empresas subvalorizadas no mercado, investir e esperar os lucros maximizarem e suas cotas valorizarem no médio-longo prazo.

A Análise Técnica
Já a Análise Técnica, ou Gráfica, caracteriza-se pelo conjunto de técnicas e estudos apoiados nos movimentos históricos nos preços de mercado dos ativos financeiros. As ferramentas gráficas e técnicas matemáticas que fazem parte desta abordagem buscam tentar prever os movimentos futuros nas cotações de títulos e ações, pares de moedas, índices, preços de commodities etc., negociados em mercado aberto.

Basicamente, os estudos gráficos realizados buscam sugerir padrões de comportamento nos preços de ativos voláteis e de difícil previsão e dedução matemática.

Entre os pais da Análise Técnica estão os americanos William Peter Hamilton (1867 – 1929) e Charles Dow (1851 – 1902), um dos fundadores da Dow Jones e do Wall Street Journal. Charles Dow formulou uma série de estudos que vieram a compor o âmago da Análise Técnica e que ficaram conhecidos como a Teoria de Dow.

O confronto das duas análises
Para a análise fundamentalista, existe uma diferença crítica entre o valor da empresa negociado em forma de preço de mercado, derivado das cotações de suas ações nas bolsas de valores, e o valor verdadeiro (ou potencial) da empresa. Esse valor é referido como valor intrínseco e reflete o verdadeiro preço da empresa a partir de suas premissas operacionais, indicadores macroeconômicos e expectativas de crescimento.

Assim, a Análise Fundamentalista busca mapear e mensurar os fundamentos econômico-financeiro-operacionais da empresa, como: receitas, custos, dívidas contraídas, investimentos efetuados etc. e procura avaliar como tais fatores pesam na atividade atual da empresa.

A partir deste estudo busca-se estimar como estes números irão crescer ao longo do tempo. Pode-se, portanto, projetar qual será o fluxo de caixa esperado das empresas – e, com este fluxo futuro, pode-se descontar uma taxa de juros e chegar a um valor presente da empresa. Esse é, para os analistas, o valor real da empresa, o valor intrínseco.

Além disso, existe uma série de outros indicadores financeiros que ajudam a avaliar como está a saúde financeira da empresa. Todos esses números derivam dos demonstrativos contábeis das empresas, e são fáceis de encontrar, pois são públicos. Veja alguns exemplos de indicadores utilizados para analisar a Petrobras (PETR4).

Podemos, com esses números e resultados, identificar oportunidades de investimento avaliar como andam financeiramente as empresas, comparar com outras do mesmo setor e por ai vai.

Na hora de escolher uma empresa para investir seu dinheiro, é muito importante fazer um estudo mínimo pra ver como anda o desempenho operacional e financeiro da empresa ver se ela tem potencial de gerar lucros no longo prazo. Se sua valoração estiver bem acima do preço de mercado, por exemplo, é esperado que o preço busque o valor intrínseco, o que fará seus investimentos valorizarem ao longo do tempo.

Já a análise técnica busca utilizar seu arsenal de indicadores e desenhos gráficos para identificar tendências, variabilidade, reversões e rompimentos nos movimentos dos preços. Assim, ao invés de analisar se a empresa está crescendo operacionalmente e se seu valor tenderá a crescer por isso, as técnicas gráficas buscam identificar um padrão de crescimento dos preços históricos a fim de identificar um bom momento para compra e venda dos ativos.

Abaixo, vemos um exemplo simples de uma análise elaborada com o Andrew’s Pitchfork para mostrar um constante crescimento no Índice Bovespa (IBOV). O Andrew´s Pitchfork nada mais é que uma ferramenta de desenho que busca traçar canais de tendência controlando a amplitude de variação dos preços a fim de identificar oportunidades de compra e venda.

Os recursos da Análise Gráfica também podem ser empregados, por exemplo, como alerta para deixar uma posição, o que é chamado de stop-loss. Algumas figuras e movimentos particulares dos preços podem indicar que seu investimento está caindo abaixo de um normal suportável o que pode ajudar como alerta para se desfazer da posição e evitar prejuízos mais intensos.

Assim, a análise gráfica, por poder ser aplicada a qualquer frequência dos gráficos dos preços e em qualquer corte temporal pode ajudar a montar estratégias de compra e venda. Tanto para obter lucros ou minimizar perdas, seja qual for o movimento dos preços (queda, alta, estáveis).

Conclusão
Como vimos, o arcabouço conceitual e o arsenal de ferramentas das duas abordagens são vastos e apresentam diferenças cruciais. Apesar das escolas terem origens e conceitos distintos e seu emprego ser muito diferente, as duas se debruçam sobre o mesmo problema: como maximizar seus investimentos e evitar perdas no mercado de capitais.

A grande diferença entre as duas vertentes, além das diferenças conceituais apresentadas, vem do foco que o próprio investidor deseja dar para seus investimentos.

Um investidor que deseja utilizar o mercado de capitais para guardar seu dinheiro, como uma alternativa às formas tradicionais de poupança, deve utilizar a análise fundamentalista para avaliar se as empresas em que está investindo têm futuro, ou seja, se vão gerar lucros no longo prazo que façam valorizar suas cotas.

Já para o investidor que deseja ganhar dinheiro fazendo operações de compra e venda mais no curto prazo, ou até no intraday (durante o dia), os fundamentos ficam muito aquém de explicar os movimentos nos preços. Por isso, neste foco é indicado adotar-se técnicas básicas de análise gráfica para garantir um bom retorno, ou ao menos minimizar perdas.

A análise técnica arma o investidor com mais munição para enfrentar as oscilações de curto-prazo no mercado e montar diversas estratégias de compra e venda, ao invés da estratégia buy and hold advinda da análise fundamentalista.

Deve-se manter em mente que utilizar as técnicas gráficas para montar inúmeras operações de compra e venda no curto prazo pode, realmente, maximizar seu retorno, mas também existem altos custos de transação (como a taxa de corretagem) e tributários, visto que a taxação para investimentos em períodos curtos é maior.

Além disso, as duas exigem conhecimento e estudo de quem quiser aprendê-las. Você vai demorar um tempo para se tornar um Warren Buffet ou um Charles Dow! Mas é só ter vontade de aprender e apreço por seus investimentos que tudo fica mais fácil.

Análise técnica e análise fundamentalista: quais as diferenças

Teorias ajudam a prever o comportamento de uma ação. Entenda como se beneficiar de cada uma delas

  • Antes de começar a investir, é preciso refletir sobre o seu perfil e objetivos de investimento
  • Ter uma estratégia clara na hora de investir é fundamental para alcançar bons retornos
  • As duas teorias podem ser complementares para a formação da sua carteira
O que este conteúdo fez por você?

Ao contrário do que muitos pensam, o mercado de ações não é uma grande roleta. Para aplicar seu dinheiro com qualidade e obter retornos consistentes, o investidor precisa de uma estratégia clara na hora de investir, que reflita seu perfil e seus objetivos.

Leia também

Com o intuito de se antecipar ao mercado, os especialistas em investimentos costumam fazer uso de duas abordagens teóricas para prever o comportamento dos papéis, chamadas de análise técnica (ou gráfica) e análise fundamentalista .

Análise fundamentalista: o que está por trás do preço da ação

Um dos grandes desafios da análise fundamentalista é determinar o preço “justo” ou “ideal” para cada ação. É a partir dessa definição que os analistas vão ponderar se determinado papel é atrativo ou não.

Como saber se uma ação é atrativa

Para chegar a esse valor, os analistas observam os fundamentos da empresa emissora da ação, como resultado operacional, receita, fluxo de caixa, endividamento e o próprio contexto em que ela se encontra: o mercado onde atua e o cenário econômico do país, olhando para dados como crescimento do PIB, inflação e juros.

Por que usar a análise fundamentalista

A análise fundamentalista costuma ser usada para aplicações de longo prazo, quando o investidor se preocupa menos com as oscilações do mercado e mais com a valorização do ativo rumo ao preço desejado.

O olhar atento aos fundamentos foi responsável por construir grandes fortunas ao redor do mundo. O caso mais famoso é o do megainvestidor Warren Buffett, que acumulou um patrimônio bilionário ao identificar ações descontadas, com um valor bem abaixo do preço considerado “justo”. No Brasil, Luiz Barsi é o grande expoente dessa escola.

Análise técnica: como o preço da ação varia ao longo do tempo

A análise técnica estuda o comportamento do preço de determinada ação ao longo do tempo, de maneira gráfica – sem olhar para os fundamentos da companhia.

Observando variáveis como oscilação histórica do papel e volume de negociações na Bolsa, os operadores buscam o momento certo da compra, para aproveitar tendências de alta.

Por que usar a análise técnica

Essa estratégia é mais empregada em operações de curto prazo, que visam lucros imediatos, como no day trade. Em intervalos de tempo reduzidos, entender a dinâmica do sobe e desce do mercado é mais importante do que conhecer os fundamentos, que podem demorar para se espelhar no preço da ação.

As análises técnica e fundamentalista podem ser usadas juntas

Apesar das diferenças, o investidor não precisa, necessariamente, escolher uma das abordagens e segui-la a ferro e fogo. Mesmo que ele tenha ações pensando no futuro, usando o método fundamentalista, é possível usar a análise técnica para identificar oportunidades interessantes em determinado momento, que aumentem a rentabilidade da carteira.

Além disso, alguns profissionais optam por misturar as duas análises em suas respectivas estratégias, utilizando a fundamentalista para buscar ações com potencial de crescimento no longo prazo e a técnica para identificar o melhor momento de compra, quando o papel já mostra tendência de alta.

Os melhores corretores de opcoes binarias 2020:
  • FinMax
    FinMax

    O melhor corretor!
    Conta demo gratuita e treinamento para iniciantes!
    Inscreva-se bonus!

  • Binomo
    Binomo

    Corretor de opcoes binarias confiavel! Boa resposta!

Quanto você pode ganhar em opções binárias?
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: